Viagora

Paciente do Hospital Estadual do Mocambinho é transferida por falta de médico

A Sesapi informou que durante o episódio de falta de energia, nenhum atendimento médico foi suspenso e todos os pacientes continuam sendo devidamente acompanhados.

Nesta terça-feira (19), o Viagora recebeu denúncia sobre o Hospital Estadual do Mocambinho que estava sem energia e sem médico plantonista nesta madrugada para atender uma paciente idosa que precisou ser encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Teresina.

Conforme relato, a paciente de aproximadamente 70 anos é portadora de fibrose cística pulmonar e informou que estava sentindo intensa dor abdominal e falta de ar, apresentando piora no quadro de saúde por volta de 1h:17 da madrugada. Como o hospital não estava em condições de funcionamento foi necessário o auxílio do SAMU municipal. “A paciente estava com intensa dor abdominal e falta de ar, sensação de falta de ar, inclusive, estava em cateter de 02, foi solicitado que o SAMU municipal ajudasse a paciente”.

A pessoa que fez a denúncia questionou um funcionário do hospital sobre a ausência do médico plantonista, mas a única resposta que obteve foi que ele havia sido liberado devido à queda de energia. Além disso, o local não possuía gerador para auxiliar em momentos como estes.

“Eu perguntei pelo médico e olha o absurdo: não tinha médico no plantão. E eu questionei: ‘Como assim?’ me disseram o médico nunca apareceu, foi liberado, mas eu perguntei ‘liberado porque se tem pacientes hospitalizados?’, Me disseram: ‘aqui está sem energia’, mas o médico é para cuidar dos pacientes, não é eletricista para cuidar de energia”, relatou.

De acordo com a denúncia, o Hospital Estadual do Mocambinho estava há mais de 12 horas sem energina, com quatro pacientes hospitalizados e sem médico plantonista durante a madrugada de hoje.

“Me relataram ainda que estavam com quatro pacientes e que essa paciente piorou o estado dela e não tem um médico no plantão desde 07 horas da manhã. Informaram: ‘o hospital está sem energia e o pior é que não tem nem gerador e está tudo no escuro’. Os problemas absurdos, um hospital não tem energia, não tem gerador, há mais de 12 horas o hospital não providenciou nada e o pior sem médico e com pacientes hospitalizados, olha o crime!”, finalizou.

Outro lado

A reportagem procurou a Secretaria de Estado da Saúde para falar sobre o assunto, e a Sesapi afirmou que a queda de energia se deu devido um rompimento do cabo que abastece a região, porém o atendimento médico não foi suspenso e os pacientes foram acompanhados.

Confira abaixo a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado da Saúde informe que o bairro onde fica localizado o Hospital do Mocambinho, na capital Teresina, apresentou problemas no serviço de abastecimento de energia elétrica no último domingo (17). Devido ao problema, um dos cabos que abastecem a unidade se rompeu. O problema foi identificado na tarde da última segunda-feira (18), os materiais necessários para o reparo logo foram adquiridos e pela manhã desta terça-feira (19) os trabalhos de restauração  do cabo estão sendo finalizados. A Sesapi informa ainda que durante o episódio de falta de energia, nenhum atendimento médico foi suspenso e todos os pacientes continuam sendo devidamente acompanhados. A energia foi reestabelecida as 12h30 desta terça-feira.

Facebook
Indicado para você
Veja também