Viagora

Chega a 130 mil processos criminais virtualizados na Corregedoria do TJ-PI

De acordo com a Corregedoria, cerca de 105 unidades judiciárias foram auxiliadas de maneira virtual.

A Corregedoria Geral da Justiça do Estado do Piauí (CGJ-PI), anunciou que alcançou a marca de 130 mil processos criminais realizados de maneira virtual e migrados do sistema de acompanhamento processual Themis Web para o sistema Processo Judicial Eletrônico (Pje), em unidades de 1º Grau de jurisdição do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI). 

De acordo com a GGJ-PI, o projeto eletrônico Virtualização dos Processos Judicias é coordenado pela Distribuição de 1° Grau da comarca de Teresina e já atuou em cerca de 105 unidades judiciárias auxiliando na eficiência e efetividade dos serviços judiciários da primeira instância no âmbito do Tribunal de Justiça, que visa a tramitação processual no sistema PJe.

Segundo a coordenadora do projeto, Vanessa Martins Cardoso, equipes especializadas executam o trabalho da iniciativa. “Atuamos em várias frentes de trabalho, que incluem equipes de Migração, formadas pela Distribuição do 1º Grau da comarca de Teresina e equipes de servidores das unidades judiciárias beneficiadas, e essas equipes se dividem e executam a triagem, preparação com higienização e digitalização dos processos, além da migração para o sistema PJe”, pontuou a coordenadora.

Conforme informações da coordenadora, uma parceria da CGJ-PI com o Laboratório de Inovação do TJ-PI (Opalalab) foi feita para a execução do projeto. O Opalalab contribui para a correta estatística na vara, evitando o cômputo equivocado de novas ações na unidade para os processos migrados, importando os processos em ordem cronológica e individualizada de todas as movimentações e juntada dos peticionamentos eletrônicos do sistema Themis Web, trazendo maior clareza e segurança para partes, procuradores, magistrados e servidores junto ao PJe”, concluiu Vanessa.

Segundo o desembargador Fernando Lopes, corregedor-geral da Justiça do Estado do Piauí, o processo de migração será de grande importância para a facilitação dos processos. “A migração para um sistema único auxilia na dinamização dos processos, no tempo correto de duração do processo, pois viabiliza um melhor controle das atividades desenvolvidas em cada setor desse órgão. Esse trabalho de virtualização dos processos criminais é uma das principais atividades da Corregedoria em nossa gestão, pois contribui imensamente para o avanço da modernização do nosso Judiciário”, pontuou Fernando Lopes.

Mais conteúdo sobre:

Teresina

Piauí

TJPI

Piauí

Facebook
Indicado para você
Veja também