Viagora

Justiça determina uso do Botão do Pânico a mulher vítima de violência

De acordo com o juiz José Vidal de Freitas filho, que determinou a medida, a iniciativa é uma forma de prevenção ao feminicídio.

Nesse domingo (31), o juiz José Vidal de Freitas Filho, durante plantão judicial no Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), determinou a utilização do chamado ‘Botão do pânico’ para uma mulher agredida pelo ex-companheiro. O dispositivo é uma ferramenta de combate a violência contra as mulheres disponibilizado pela Secretaria Estadual de Justiça.

De acordo com o juiz José Vidal de Freitas Filho, a iniciativa é uma forma de prevenção para a segurança da mulher, evitando feminicídios. “O Botão do Pânico é uma importante ferramenta de proteção da mulher e prevenção do feminicídio. Deve ser sempre conduzido pela vítima. Ele emite sinal sonoro caso o agressor se aproxime a uma distância inferior àquela determinada pela Justiça, revelando o descumprimento da medida protetiva”, explicou o magistrado.

Conforme informações do TJ-PI, a medida foi determinada após um homem preso por ameaça à ex-companheira ser liberto pela Justiça. O juiz José Vidal também pontuou sobre a continuidade de monitoramento eletrônico e medida protetiva onde o acusado permaneça a cerca de 500 metros de distância da ex-companheira. 

Facebook
Indicado para você
Veja também