Viagora

UFPI exigirá comprovante vacinal no retorno às aulas

Segundo a Administração Superior da instituição, o semestre 2021.2 tem previsão para iniciar nesta próxima segunda-feira (07).

Na manhã desta quarta-feira (02), a Universidade Federal do Piauí (UFPI) se reuniu com representantes dos três segmentos da comunidade acadêmica para finalizar os ajustes na resolução que regulamenta o retorno da volta as aulas na instituição de forma híbrida. O semestre 2021.2 tem previsão para iniciar nesta próxima segunda-feira (07).

Segundo a UFPI, a decisão de exigir o comprovante da vacina contra a covid-19 para acesso as atividades presenciais na instituição, já foi estabelecida por meio do Protocolo de Biossegurança da UFPI, publicado pelo Comitê Gestor de Crise (CGC) da instituição.

Ainda conforme a UFPI, a reunião foi conduzida pelo reitor Gildásio Guedes e contou com a participação do vice-reitor e presidente do CGC, Viriato Campelo, bem como dos pró-reitores e representantes dos sindicatos dos docentes (ADUFPI), dos servidores técnicos (Sintufpi), do Diretório Central do Estudantes (DCE), da Associação dos Pós-Graduandos (APG). Além disso, os professores de diferentes unidades também foram consultados para sugestões à Resolução.

A versão atualizada será apresentada posteriormente para os discentes e docentes da universidade.

O reitor Gildásio Guedes ressaltou que a partir desta resolução é possível promover melhores decisões que serão adotadas no retorno gradual da UFPI.

"Essa reunião é importante porque mantém a disposição da Administração Superior em dialogar com todos os segmentos da Universidade para estabelecer as melhores decisões a serem tomadas para proteger a comunidade acadêmica”, pontuou o reitor da instituição.

De acordo com a Administração Superior da UFPI, as providências para adaptar os setores da universidade já estão sendo estabelecidas para a segurança e saúde da comunidade acadêmica que participará deste retorno híbrido.

O reitor Gildásio destacou ainda que a UPFI permanecerá ofertando as bolsas e auxílios para que os discentes tenham assistência estudantil na instituição.

No dia 18 de janeiro, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPEX/UFPI) aprovou a Resolução do Ensino Hibrido (Nº 187 CEPEX/UFPI), que trata sobre as atividades de graduação e pós-graduação.

Segundo o documento, a Administração Superior da UFPI se baseou no aumento dos casos de covid-19, bem como das síndromes gripais para implantar as recomendações e propostas dos representantes da instituição.

Facebook
Indicado para você
Veja também