Viagora

Piauí tem mais pessoas no Auxílio Brasil do que emprego formal

Segundo levantamento, todos os estados que estão inclusos neste cenário são da região Norte e Nordeste.

Um levantamento realizado pelo Poder360 com base no estudo FGC Ibre (Instituto Brasileiro de Economia) referente ao Programa Auxílio Brasil, aponta que o número de beneficiários é superior ao de empregos com carteira assinada, o que exclui setor público, registrado em 12 dos 27 Estados, o Piauí está incluído neste cenário.

Segundo dados, a pesquisa foi realizada considerando os 41 milhões de trabalhadores formais que possuem carteira de trabalho assinada, porém ainda existe uma grande parcela de trabalhadores informais e/ou sem carteira assinada.

Foto: Divulgação/Poder360Gráfico refente ao nº de beneficiários do Auxílio Brasil.
Gráfico refente ao nº de beneficiários do Auxílio Brasil.

O estudo ainda aponta o número de pessoas que trabalham sem carteira assinada já atingiu a marca de 25,9 milhões no 4º trimestre de 2021.

Com dados do período de fevereiro deste ano, os mais recentes referente ao cenário de emprego no país, o Poder360 realizou um levantamento e averiguou que os estados que apresentaram mais pessoas com o Auxílio Brasil do que emprego são todos da região Norte e Nordeste são eles: Maranhão, Bahia, Pará, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Ceará, Sergipe, Amazonas, Amapá e Acre.

Ainda conforme a pesquisa, o único Estado do nordeste que apresenta mais empregos formais com carteira do que beneficiários do Auxílio Brasil é o Rio Grande do Norte, porém com uma diferença mínima de 437.717 beneficiários diante de 438.871 empregos com carteira assinada.

De acordo com os dados, anterior ao período pandêmico o número de beneficiários era superior ao de empregos formais em 8 Estados, já em 2020 com o início dos primeiros casos da covid-19 este número elevou para 10 unidades da Federação, chegando a 12 com o novo Auxílio Brasil anunciado em outubro de 2021.

Conforme a pesquisa, a proporção de benefícios em relação ao emprego formal apresentou uma elevação se considerado o Brasil inteiro, pois eram 18 milhões de beneficiários do Bolsa Família registrado em fevereiro de 2022 enquanto havia 41 milhões de empregados com carteira de trabalho.

O número de beneficiários atingiu um Record chegando a 44% dos trabalhadores com carteira assinada, o marco ocorreu devido a inclusão de 2,7 milhões de famílias no programa Auxílio Brasil em janeiro deste ano.

Metodologia

O método utilizado pelo Poder360 foi baseado no antigo e novo Cages, através de duas medidas e em nenhum momento anterior, o Bolsa Família chegou a 40% do número de empregos com carteira. Ainda segundo o levantamento, uma mudança no método impede a comparação de dados novos de emprego formal com os anteriores registrados em 2020.

Com informações de Poder360

Mais conteúdo sobre:

Auxílio Brasil

Governo Federal

Facebook
Indicado para você
Veja também