Viagora

Regina Sousa define estratégias para combate a incêndios no Piauí

Conforme o Governo do Piauí, durante o encontro realizado nesta sexta-feira (10) os gestores discutiram sobre o Plano Estadual Integrado das Operações de Combate a Incêndios.

Nesta sexta-feira (10), a governadora do Piauí, Regina Sousa, fez uma reunião para tratar sobre estratégias de combate a incêndios no período de seca, além da escassez hídrica no Estado. Estiveram presentes no debate os gestores da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Semar), Secretaria de Governo, Defesa Civil Estadual, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Agespisa.

Conforme o Governo do Piauí, durante o encontro os gestores discutiram sobre o Plano Estadual Integrado das Operações de Combate a Incêndios. O comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Piauí, cel. José Rêgo, explicou que os órgãos já estão prontos para iniciar as ações no segundo semestre deste ano, a época do ano em que o número de ocorrência é maior.

Foto: Divulgação/ Governo do PiauíRegina Sousa debate sobre estratégias durante período de seca no Piauí.
Regina Sousa debate sobre estratégias durante período de seca no Piauí.

“Estamos com as equipes prontas e equipamentos para atuarmos logo que se inicie o período de estiagem para combater os princípios de incêndio que venham a surgir”, garante.

Segundo o coronel, a corporação está presente nos principais municípios do Piauí, são eles Teresina, Parnaíba, Picos, Floriano, Piripiri e São Raimundo Nonato. Novas unidades do Corpo de Bombeiros serão instaladas nas cidades de Oeiras e Valença. José Rêgo revelou ainda que Uruçuí, Corrente e Bom Jesus também terão equipes da corporação.

Conforme o secretário de Estado da Defesa Civil, José Augusto Nunes, o plano apresentado possui equipamentos necessários para a atuação dos órgãos envolvidos, além disso o gestor da pasta explicou que o Estado trabalha de forma planejada e integrada visando a mobilização urgente caso as ocorrências sejam registradas.

“Nós apresentamos o detalhamento do plano e listamos os equipamentos complementares necessários à implementação desse. São instrumentos como carros com capacidade para transporte de água, caminhões tanques; material de uso nos extintores; abafadores e o apoio de uma aeronave”, explica.

O secretário José Augusto também destacou que as equipes se utilizaram que um aplicativo para auxiliar na busca por focos de incêndio, a plataforma foi desenvolvida pela Defesa Civil nacional.

“Esperamos estar ainda este mês utilizando essa ferramenta que vai nos ajudar a mobilizar equipes de forma rápida e evitar a propagação dos incêndios e queimadas”, ressalta.

Apesar de anunciar que o Estado vai adquirir os equipamentos necessários para as ações de enfrentamento aos incêndios, Regina Sousa pontou que os gestores devem ter principal enfoque no plano de prevenção. 

A governadora do Estado informa ainda que a operação ocorre junto a cooperação com os municípios, através da formação de brigadas de incêndios em todos as cidades visando uma ação eficaz antes que o fogo se alastre, principalmente em regiões de serras.

“Temos que atuar na preparação das pessoas. Sabemos os locais que têm mais incêndio e em que esses ocorrem repetidas vezes no mesmo ano. Então, é um trabalho conjunto. Já começamos com a formação das brigadas em parceria com as prefeituras, com informações e técnicas repassadas pelo Corpo de Bombeiros. Os municípios têm que fazer a prevenção”, explica.

Além disso, também estiveram presentes na discussão o secretário de Governo, Antônio Neto; o secretário da Semar, Daniel Marçal; o comandante da Polícia Militar, cel. Scheiwann Lopes; e o presidente da Agespisa, Leonardo Sousa.

Facebook
Indicado para você
Veja também