Viagora

Governo do Piauí elabora projeto de combate aos efeitos negativos da pandemia

A ação visa melhorar a qualidade de vida para os mais atingidos pela pandemia no Piauí.

Na manhã dessa quinta-feira (07), o Governo do Piauí está elaborando um projeto para combater os efeitos negativos da pandemia na população mais vulnerável. Financiado pelo Banco Mundial, com orçamento de R$ 52 milhões, a ação visa melhorar a qualidade de vida para os mais atingidos pela pandemia no Piauí.

As equipes da Secretaria de Estado de Assistência Social (SASC), da Secretaria de Saúde (Sesapi), da Secretaria de Planejamento (Seplan) e do Banco Mundial se reuniram com a governadora, Regina Sousa para tratar do projeto.  
“Estamos há quatro meses discutindo o assunto. Queremos melhorar nossa performance na vigilância sanitária, reforçar a transferência de renda por meio do Cartão Social, além de inclusão produtiva, para dar trabalho para as pessoas. Muitas delas perderam o emprego na pandemia”, informa a governadora.

Segundo o secretário da Sesapi, Neris Júnior, o projeto é audacioso e resultará em melhorias em todas as regionais da Sesapi no interior do Piauí, resultando em qualificação técnica. A secretária da Seplan, Rejane Tavares, disse que o trabalho une três áreas que geralmente não atuavam juntas: saúde, transferência e renda e estratégias de trabalho.

O Banco Mundial ainda vai analisar o projeto após sua conclusão e caso o aprove, a assinatura do contrato de liberação dos recursos será em dezembro. O Banco vai emprestar R$ 40 milhões, e o Estado dará uma contrapartida de R$ 12 milhões. A execução inicia em fevereiro de 2023.

Mais conteúdo sobre:

Governo do Piauí

Banco Mundial

Piauí

Facebook
Indicado para você
Veja também