Viagora

Wilson Martins e três deputados estaduais se filiam ao PT

Como crescimento da bancada do PT o presidente do partido, Francisco Limma, ressaltou que a estratégia da sigla é unir forças através de ideais comuns.

  • Luis Marcos/ Viagora Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT 1 / 11 Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT
  • Luis Marcos/ Viagora Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT 2 / 11 Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT
  • Luis Marcos/ Viagora Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT 3 / 11 Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT
  • Luis Marcos/ Viagora Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT 4 / 11 Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT
  • Luis Marcos/ Viagora Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT 5 / 11 Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT
  • Luis Marcos/ Viagora Wilson Martins 6 / 11 Wilson Martins
  • Luis Marcos/ Viagora Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT 7 / 11 Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT
  • Luis Marcos/ Viagora Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT 8 / 11 Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT
  • Luis Marcos/ Viagora Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT 9 / 11 Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT
  • Luis Marcos/ Viagora Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT 10 / 11 Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT
  • Luis Marcos/ Viagora Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT 11 / 11 Filiação de Wilson Martins e deputados ao PT

Nesta terça-feira (22), outros três deputados estaduais, Fábio Xavier, Nerinho e Hélio Isaías, além do ex-governador Wilson Martins, se filiaram ao Partido dos Trabalhadores em ato realizado no Cine Teatro da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).

O evento contou com a presença de outros parlamentares, prefeitos, lideranças políticas e o secretário de Fazenda do Estado, Rafael Fonteles, pré-candidato a governador.

Como crescimento da bancada do PT o presidente do partido no Piauí, Francisco Limma, ressaltou que ao receber novos parlamentares a sigla segue fortalecida adotando uma estratégia de unir forças políticas através de ideais comuns.

“Iniciativa de acolher alguns que foram desalojados dos seus partidos por outros interesses e fortalecer esse time que representa aqui o projeto liderado pelo Lula e Wellington Dias, essa é a estratégia do partido dos trabalhadores, tentar unir por aquilo que é comum e não por aquilo que é diferente”, destaca Francisco Limma.

O deputado Hélio Isaías afirmou que migrou de partido, mas sempre esteve no campo político aliado ao governador Wellington Dias.

“Estou me filiando aqui ao Partido dos Trabalhadores, meus 20 anos de mandato sempre estive ao lado do governador junto essa equipe que esteve a frente, o governador Wellington Dias, agora no sue quarto mandato, o ex-governador Wilson Martins, o governador Zé Filho”, explica o parlamentar.

O ingresso de Bolsonaro na sigla PL foi um dos fatores que fizeram Fábio Xavier buscar apoio político e abrigo em uma nova casa, o PT, segundo o deputado o presidente da República representa tudo aquilo que não concorda.

“Não poderia continuar participando de um partido onde tem o Bolsonaro porque ele vai contra a tudo aquilo que acredito, ele tem demonstrado a cada dia que está indo de encontro a maioria do mundo quando enfrentou tudo aquilo que a OMS dizia que era o certo na crise da pandemia, quando agora não toma uma posição clara sobre a questão da Ucrânia, eu não concordo com a maneira como ele gere o nosso país, portanto eu decidi sair do único partido que eu me filiei na minha vida para manter a coerência com tudo aquilo que eu defendi na minha vida pública inteira”, pontua Fábio Xavier.

Iniciativa de acolher alguns que foram desalojados dos seus partidos por outros interesses e fortalecer esse time que representa aqui o projeto liderado pelo Lula e Wellington Dias, essa é a estratégia do partido dos trabalhadores, tentar unir por aquilo que é comum e não por aquilo que é diferente.

Facebook
Indicado para você
Veja também