Viagora

Me desincompatibilizo com sensação de dever cumprido, diz Rafael Fonteles

O secretário de Fazenda do Estado deverá deixar o cargo nesta quinta-feira (31) para oficializar o lançamento da sua pré-candidatura a governador em evento realizado no dia 2 de abril.

Nesta quarta-feira (30), o secretário de Fazenda do Estado, Rafael Fonteles, e coordenador do PRO Piauí destacou que está com a sensação de dever comprido e pronto para começar o debate com os piauienses após o lançamento oficial da sua pré-candidatura a governador neste sábado (02).

O secretário que deverá se desincompatibilizar do cargo nesta quinta-feira (31), ressaltou que o ato realizado junto ao governador Wellington Dias será um momento especial que propiciará o início da sua caminhada política para conhecer a realidade da população e suas demandas.

Foto: Luis Marcos/ ViagoraRafael Fonteles
Rafael Fonteles

“Eu fico muito feliz por ter contribuído com esse projeto ao longo dos últimos sete anos. Eu me desincompatibilizo junto com o governador amanhã com a sensação de dever cumprido, como colocamos nosso nome à disposição o partido vai lançar nossa pré-candidatura ao governo do Estado no sábado, acho que vai ser um momento muito especial para que a gente começar a debater o futuro do estado do Piauí. Eu realmente estou muito motivado, entusiasmado para poder fazer esse debate com a população, com os movimentos sociais, partidos políticos, todos os representantes dos municípios e com o povo diretamente nesse debate de ideias para o bem do futuro do nosso estado”, afirma Rafael Fonteles.

Ao ser questionado sobre sua avaliação acerca da pesquisa de intenção de voto divulgada pela oposição, apontando o pré-candidato Sílvio Mendes do União Brasil a frente de Rafael Fonteles, o secretário ressaltou que evita falar sobre o assunto, mas enfatiza que pesquisas “tem para todo gosto”.

“Eu tenho evitado comentar pesquisas enquanto não estamos lançados como pré-candidato, mas acho que pesquisa tem para todo gosto, ao sabor do freguês, então nós temos que ter muita cautela cada um tem obviamente a sua estratégia, partido e grupo político, mas eu tenho evitado comentar enquanto não participo efetivamente do debate político eleitoral, que deve acontecer a partir da próxima semana com o lançamento que vai acontecer”, declara o secretário.

Rafael Fonteles ainda explicou que seu vice na chapa, o deputado estadual Themístocles Filho, não deverá se desincompatibilizar da presidência da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).

“Creio que para o cargo legislativo não precisa ter nenhum movimento nesse sentido, pelo que entendo da legislação, então os parlamentares não precisam se afastar das suas funções para serem candidatos, os membros do poder Executivo sim têm o prazo da legislação de seis meses portanto seria até o dia 2 de abril, no meu caso eu sairei no dia 31 amanhã para cumprir a legislação e colocar nosso nome à disposição para pré-candidatura de governador do Estado”, explica.

Por fim, o coordenador do PRO Piauí falou sobre as expectativas para a condução do Estado por Regina Sousa que será alçada ao cargo de governadora após a saía de Wellington Dias nesta quinta-feira (31).

“Tenho certeza que vai ser uma gestão de muito sucesso, ela que foi eleita junto com o governador Wellington Dias para o mesmo programa de governo certamente vai dar continuidade aos programas existentes com seu toque especial, principalmente na área social em atenção as pessoas mais vulneráveis e aos direitos humanos que é a grande marca de história de vida e luta de Regina Sousa”, enfatiza Rafael Fonteles.

Mais conteúdo sobre:

Rafael Fonteles

Regina Sousa

Facebook
Indicado para você
Veja também