Viagora

"Ciro Nogueira fugiu da disputa eleitoral", diz Rafael Fonteles

O pré-candidato ao Governo do Piauí também afirmou que o ministro da Casa Civil tenta esconder o presidente Bolsonaro da campanha da oposição no estado.

Nessa quarta-feira (20), o ex-secretário de Fazenda do Piauí e pré-candidato a governador, Rafael Fonteles (PT), declarou ao Viagora que o Ministro da Casa Civil, senador Ciro Nogueira, fugiu da disputa eleitoral e tenta esconder o presidente da República, Jair Bolsonaro, da campanha da oposição no Piauí.

O ministro Ciro Nogueira já declarou anteriormente a imprensa que tinha o sonho de ser governador do Piauí e chegou a lançar sua pré-candidatura no ano passado. Sílvio Mendes (União Brasil) é o atual pré-candidato da oposição.

Para Rafael Fonteles, o argumento utilizado por Ciro Nogueira de que sairia do cenário para auxiliar na campanha do presidente da República, é incoerente, pois o ministro tem o escondido da pré-campanha no Piauí.

Foto: Luís Marcos/ ViagoraPré-candidato ao Governo do Piauí, Rafael Fonteles.
Pré-candidato ao Governo do Piauí, Rafael Fonteles.
“O que eu tenho a colocar é que o ministro Ciro Nogueira fugiu da disputa eleitoral aqui no Estado do Piauí e além disso com o argumento de que vai fazer a campanha de Bolsonaro e a primeira coisa que ele faz é tentar esconder o Bolsonaro aqui do Piauí e da campanha do seu candidato escolhido para o Governo do Estado, então a gente vê uma incoerência absoluta e só resta essa conclusão de que ele fugiu realmente da disputa eleitoral”, declara.

Rafael Fonteles destacou ainda que o ministro Ciro Nogueira tem seguido o ritmo da campanha de Bolsonaro, pautada na propagação de muito ódio, com agressão, de muito deboche, segundo o pré-candidato.

“Eu evito comentar as estratégias da oposição, é legitima da oposição ao Governo que ela lance um candidato que seus líderes melhor identificarem. Eu entendo que vai ser uma pré-campanha de alto nível e é o que a gente deseja evitar essa campanha que tem sido muito propagada pelo Bolsonaro e pelo próprio ministro, de muito ódio, com agressão, de muito deboche”, ressalta.

Para o pré-candidato a campanha de Bolsonaro não combina com política séria e não está sintonizada com o povo piauiense que já reprovou Bolsonaro nas eleições de 2018, visto que foi o Estado em que o presidente obteve menor votação.

“Eu acho que isso não combina com política séria e muito menos está sintonizado com o povo que não gosta desse tipo de política tanto que o povo piauiense mais mostrou na eleição passada que não aprova esse comportamento do Bolsonaro e que tem sido seguido pelo ministro Ciro tanto que teve a menor votação em todo o país, ou seja, o Piauí é o Estado menos Bolsonarista do Brasil, ou seja, o Estado que menos aprova essa política do ódio, da agressão, do deboche, da fuga de responsabilidade, de tratar coisa pública como brincadeira então realmente isso não combina”, destaca Rafael Fonteles.

Facebook
Indicado para você
Veja também