Viagora

PSTU oficializa candidatura de Geraldo Carvalho ao Governo do Piauí

Durante o evento que foi realizado de maneira online o nome de Fran de Jesus, umas das fundadoras da ocupação Esperança Garcia em Piripiri, também foi oficializado como candidata a vice na chapa.

No último sábado (23), o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) homologou a candidatura do professor universitário Geraldo Carvalho ao Governo do Piauí, durante as convenções partidárias da sigla e do Polo Socialista Revolucionário no Piauí.

Durante o evento que foi realizado de maneira online o nome de Fran de Jesus, umas das fundadoras da ocupação Esperança Garcia em Piripiri, também foi oficializado como candidata a vice na chapa.

Foto: Divulgação/ AscomGeraldo Carvalho, candidato ao Governo do Piauí.
Geraldo Carvalho, candidato ao Governo do Piauí.

Conforme o partido, a chapa para o Senado Federal é composta por uma candidatura coletiva com representação de três ativistas que há décadas atuam nos movimentos sociais, são elas: Gervásio Santos, Romildo Araújo e Egmar Oliveira.

Ainda segundo o PSTU, para os cargos proporcionais a sigla está apostando em outros representantes de grupos vinculados também às lutas da classe trabalhadora e do movimento de mulheres como a professora da rede estadual Yara Ferry para Deputada Estadual e Geracina Rebolças, Professora aposentada, para Deputada Federal.

Além disso, o nome do agricultor familiar Tibério Cesar, foi oficializado como candidato a Deputado Federal, a fim de representar as lutas populares do campo e da cidade.

Ao longo de seu discurso na convenção, Geraldo Carvalho destacou a importância de uma chapa representativa e afirmou que a candidatura a presidência da República com Vera Lúcia e Raquel Tremembé, a vice, tem o objetivo de derrotar o “bolsonarismo”.

"Nossa convenção ratificou um programa socialista e revolucionário, com candidaturas com independência de classe, sem alianças com as elites, sem oligarquia e sem o dinheiro da patronal, e sem partidos que governam contra a classe trabalhadora, como o PT. Reforçamos, portanto, localmente, a candidatura de Vera Lúcia, uma operária socialista e revolucionária, a presidência da República, junto com Raquel Tremembé, vice, para derrotar o boslonarismo e construir uma alternativa para a classe trabalhadora, sem ilusões com o projeto de conciliação de classes do PT", afirma Geraldo Carvalho.

Mais conteúdo sobre:

PSTU

Facebook
Indicado para você
Veja também