Viagora

Manutenção de tratamento de câncer pelo SUS no Piauí é aprovado

Segundo o governo, no atual contrato, a Sesapi é o órgão que intervém e se responsabiliza por uma complementação de 33,6% da tabela do SUS limitada a um teto de R$ 1.500,000,00

Na última sexta-feira (22), o Governo do Estado informou que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), aprovou durante uma reunião junto à Comissão Intergestores Bipartite do Piauí (CIB), a manutenção do atendimento de pacientes com câncer através do SUS/FMS (Fundação Municipal de Saúde) e APCCAA (Associação Piauiense de Combate ao Câncer Alcenor Almeida-Hospital São Marcos).

Segundo informações do governo, o atual contrato venceria no dia 30 deste mês e que agora, foi prorrogado até 31 de dezembro de 2022. No atual contrato, a Sesapi é o órgão que intervém e se responsabiliza por uma complementação de 33,6% da tabela do SUS limitada a um teto de R$ 1.500,000,00, na qual os valores servirão para complementar os procedimentos elencados na tabela SUS.

Ainda com informações do governo, também foram aprovados nessa reunião CIB, desta sexta-feira (22), a Implantação de Equipe Multiprofissional de Atenção Especializada em Saúde Mental nos municípios de Prata do Piauí- Tipo II, EM Vera Mendes, Tipi I e em Assunção do Piauí- Tipo I. Também a  Alteração do Plano de Trabalho referente ao apoio financeiro para o custo das ações de saúde de Piripiri; Alteração da Proposta de Emenda Parlamentar de aquisição de um veículo pick-up por dois carros de passeio na cidade de Lagoa do Sítio.

Também foram aprovados a expansão do Samu Estadual com implantação de uma Unidade de Suporte Básica para o município de Dom Expedito Lopes; apresentação de atestado de conclusão de reforma e ambiência do Hospital Local de Guadalupe, houve uma proposta de aquisição de Unidade Móvel de Saúde em Floriano; construção de uma Unidade Básica de Saúde Porte I.

Por: Matheus Santos

Mais conteúdo sobre:

Sistema Único de Saúde - SUS

Facebook
Indicado para você
Veja também