Viagora

Brasil negocia compra da vacina contra varíola dos macacos

Segundo o Ministério da Saúde, as negociações estão sendo feitas de forma global com o fabricante, para ampliar o acesso ao imunizante para os países onde já existem casos confirmados da doença.

Atualmente com 969 casos confirmados de varíola dos macacos, o Brasil está articulando com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a aquisição da vacina contra a doença.

Segundo o Ministério da Saúde, as negociações estão sendo realizadas de forma global com o fabricante, com o objetivo de ampliar o acesso ao imunizante para os países onde já existem casos confirmados da doença.

Foto: Divulgação/ OMSVaríola dos Macacos
Varíola dos Macacos

Em nota, a pasta ressaltou que a vacinação em massa não é preconizada pela OMS em países não endêmicos para a enfermidade (o caso do Brasil), a recomendação é que até o momento, sejam imunizadas pessoas que tiveram contato com casos suspeitos e profissionais de saúde com alto risco ocupacional diante da exposição ao vírus Monkeypox

De todos os 696 casos que já foram confirmados no país até o devido momento, 506 casos são procedentes do estado de São Paulo, 102 do Rio de Janeiro, 33 casos em Minas Gerais, 13 no Distrito Federal, 11 no Paraná, 14 no estado de Goiás, três na Bahia, dois no Ceará, três no Rio Grande do Sul, dois no Rio Grande do Norte, dois no estado do Espirito Santo, três em Pernambuco, apenas um no Mato Grosso do Sul, e um em Santa Catarina.

Como identificar um caso suspeito da doença

A Varíola dos Macacos é uma doença viral rara, é transmitida pelo contato próximo entre pessoas não infectadas e infectadas, os primeiros sintomas podem ser febre, dor de cabeça, dores musculares e nas costas, linfonodos inchados, calafrios ou cansaço. Após três dias, as pessoas desenvolvem lesões na pele, geralmente na boca, nos pés, peito, rosto ou em regiões genitais.

Para se prevenir, deve-se evitar ao máximo o contato próximo com a pessoa doente, até que todas as feridas tenham cicatrizado, assim como qualquer material que tenha sido utilizado pela pessoa infectada.

Com informações da Agência Brasil

Facebook
Indicado para você
Veja também