Viagora

Copom define nesta quarta-feira a taxa básica de juros

Embora a gasolina e a energia elétrica tenham ficado mais baratas nos últimos meses, a guerra entre Rússia e Ucrânia continua impactando nos preços

Nesta quarta-feira (3) o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central (BC), definiu a taxa básica de juros a Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com analistas de mercado, a Selic deverá passar de 13,25% para 13,75% ao ano, com alta de 0,5 ponto percentual.

Embora a gasolina e a energia elétrica tenham ficado mais baratas nos últimos meses, a guerra entre Rússia e Ucrânia continua impactando os preços do diesel, de fertilizantes e de outras mercadorias importadas. Além disso, a instabilidade na economia norte-americana, que enfrenta a maior inflação nos últimos 41 anos, provoca forte volatilidade na cotação do dólar em todo o planeta.

Segundo comunicado do BC, até maio as autoridades monetárias pretendiam encerrar o ciclo de elevações em junho. No entanto, as altas além do previsto - promovidas pelo Federal Reserve (Fed, Banco Central dos Estados Unidos) e do Banco Central Europeu - adicionaram pressão sobre os juros brasileiros.

Conforme o boletim, depois de meses em alta, a estimativas são de queda da inflação. Houve também reduziu a previsão de inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 7,30% para 7,15% neste ano. Em junho, as projeções para o IPCA chegaram a 9%.

A meta de inflação em 2022, definida pelo Conselho Monetário Nacional e almejada pelo Banco Central é de 3,5% com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é 2% e o superior, 5%. 

Com informações da Agência Brasil.

Facebook
Indicado para você
Veja também