Viagora

Preço da gasolina subiu 9% no 1º ano do governo Lula, aponta ANP

De acordo com os dados da ANP, no início do ano de 2023, o litro do combustível custava, em média, R$ 5,12 nos postos e encerrou em R$ 5,58, representando um aumento de R$ 0,46.

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou nessa terça-feira (02), levantamento que aponta alta de 9% no preço médio da gasolina no Brasil durante o ano de 2023. Os dados foram coletados junto a revendedores, o último é referente a semana de 30 de dezembro do ano passado.

De acordo com os dados da ANP, no início do ano de 2023, o litro do combustível custava, em média, R$ 5,12 nos postos e encerrou em R$ 5,58, representando um aumento de R$ 0,46.

Além disso, o óleo diesel apresentou queda de 8,6% no ano passado, isto porquê na primeira semana custava R$ 6,41 por litro e foi registrando diversas variações, subindo em julho (R$ 4,92) e fechando em R$ 5,86.

Dois principais fatores foram responsáveis por influenciar nos preços do petróleo no governo de Jair Bolsonaro, como a retomada da demanda global no pós-pandemia e a guerra na Ucrânia. A taxa de câmbio e a cotação do barril de óleo eram definidas por meio do PPI (Preço de Paridade de Importação).

Enquanto isto, no ano passado, a referência no mercado global foi o barril do tipo brent que ficou desvalorizado em 6,2%. Além disso, a commodity oscilou devido as guerras na Europa e no Orienta Médio, desta forma a cotação registrou queda para US$ 71 em junho, subindo em setembro para cerca de US$ 100.

Com informações do Poder 360

Facebook
Indicado para você
Veja também