Piauí

Carteiros ameaçam parar em protesto por segurança no Piauí

De acordo com o presidente da Sintect-PI, o setor de encomenda, responsável pela entrega de bens de valores estão sendo os mais prejudicados.
09/03/2021 09h33 - atualizado

A partir desta terça-feira (09), os carteiros podem paralisar as entregas no Piauí, devido aos constantes assaltos. A classe reclama da falta de segurança e afima que nos últimos dias a categoria sofreu 10 assaltos. 

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Piauí (Sintect-PI), Edilson Sousa Nete, explica que será realizada na manhã de hoje, uma assembleia para decidir se será somente uma paralisação, ou seguirá para uma greve.

“Fizemos o encaminhamento, conforme a lei de greve, informando à empresa a situação dos trabalhadores dos Correios, principalmente, do setor de distribuição. Nós vamos fazer uma assembleia agora pela manhã e o encaminhamento do sindicato é a paralisação desse setor dos trabalhadores dos Correios”, destacou.

O estado tem mais de 500 carteiros, que em parte atua no setor de encomenda, responsável pela entrega de bens de valores, que segundo Edilson estão sendo os mais prejudicados.

“Temos denúncias de trabalhadores desse setor que já foram seguidos. Principalmente na zona Sudeste, Leste e zona Norte que fazem as entregas, que os meliantes estão seguindo esses trabalhadores a ponto do ponto inicial. Sem falar que nos bairros, nas periferias também existe esse seguimento de meliantes”, finalizou.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web