Geral

Corpo de delito não detectou lesão em partes íntimas de Najila

De acordo com o laudo que já é de conhecimento da polícia, o único ferimento detectado durante o exame foi em um dedo de Najila.
  • DA REDAÇÃO
07/06/2019 09h32 - atualizado

A modelo Najila Trindade foi encaminhada para exame de corpo de delito, como procedimento padrão em casos de estupro depois de registrar boletim de ocorrência por violência sexual contra o jogador Neymar na última sexta-feira (31).

 O laudo não apontou lesões na genitália da suposta vítima e ja é de conhecimento da polícia. O único ferimento detectado durante o exame foi em um dedo de Najila, informou o Uol.

O advogado da acusadora Danilo Garcia de Andrade, não falou sobre o assunto durante um entevista coletiva concedida.

  • Foto: DivulgaçãoNajila TrindadeNajila Trindade

Segundo informações divulgadas, o resultado do exame de corpo de delito não repete o laudo realizado por um médico gastrologista durante avaliação particular de Najila.

No exame, que aconteceu em 21 de maio, seis dias depois da data em que a modelo diz ter sido estuprada, foram verificadas lesões nas coxas e nádegas. O médico responsável pelo exame do laudo particular já prestou depoimento na Delegacia de Defesa da Mulher

De acordo com o advogado da acusadora, além de lesões físicas provocadas pelo suposto estupro, Najila disse que ficou com traumas do que teria acontecido em Paris. 

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web