Geral

Flávio Dino começa reabertura do comércio no Maranhão na próxima semana

De acordo com o governador, novas medidas serão adotadas para que o comércio retome as atividades com base em protocolos de segurança e higiene que devem ser discutidos com cada setor.
19/05/2020 16h30 - atualizado

O governador do Maranhão, Flávio Dino, disse na noite dessa segunda-feira (18), que um novo decreto será editado para permitir a reabertura gradual do comércio no estado, e prevê que a partir do dia 25 de maio alguns setores já estarão funcionando.

De acordo com o governador, novas medidas serão adotadas para que o comércio retome as atividades com base em protocolos de segurança e higiene que devem ser discutidos com cada setor.

  • Foto: Divulgação/Governo do Estado do MaranhãoEntrega de título de cidadão piauiense ao Governador Flávio Dino é adiada.Governador do Maranhão, Flávio Dino

“Vou editar o decreto no dia 20 [quarta-feira], com diretrizes para uma abertura progressiva, mediante protocolos que estão sendo negociados setorialmente. Vamos manter medidas de caráter geral, ou seja, haverá regras sanitárias em todo o estado. Haverá possibilidade de flexibilização por segmento econômico e por região. É o início de um processo de abertura do setor de comércio e serviços. Provavelmente no dia 25 já teremos alguns segmentos que voltarão a funcionar e a cada semana outro segmento. Poderemos ter medidas mais rígidas em algumas regiões, se notarmos uma sobrecarga no sistema hospitalar”, disse o governador para a TV Mirante.

O Maranhão foi um dos estados que adotou a medida de lockdown nas cidades de São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar, municípios da Ilha de São Luís, quando houve o bloqueio total da circulação de pessoas.

Flávio Dino destaca que a medida determinada pela Justiça foi fundamental para evitar a propagação da doença.

“O lockdown cumpriu um papel muito importante. Antes dele, nós tínhamos uma tendência de ascendência. Já observamos a queda destes indicadores. Ainda estamos muito longe de dizer que vencemos a guerra contra o novo coronavírus, mas observamos a redução da letalidade, disse o governador do Maranhão.

Mais na Web