Piauí

"Foi um golpe duro", diz Wellington Dias sobre morte de Assis Carvalho

Na noite deste domingo (05), o governador do Piauí, divulgou uma nota lamentando a morte do parlamentar e amigo pessoal.
05/07/2020 19h00 - atualizado

Na noite deste domingo (05), o governador Wellington Dias divulgou através das redes sociais um emocionado depoimento lamentando a morte do deputado federal e presidente estadual do PT, Assis Carvalho.

Além de ter atuado no governo de Wellington Dias em vários cargos, Assis Carvalho também era amigo pessoal do governador de muitos anos.

  • Foto: DivulgaçãoWellington Dias e Assis CarvalhoWellington Dias e Assis Carvalho

"Foi inacreditável receber esta notícia. Na verdade, foi um golpe duro e muito lamentável: Assis Carvalho, meu companheiro, meu colega, meu amigo da vida inteira. Meu irmão. Um combatente guerreiro, alegre e cheio de energia. No âmbito pessoal, um homem cheio de virtudes, das quais, destaco a receptividade: o melhor anfitrião que já conheci. Chegar na casa dele, em Oeiras, era sempre uma festa, fosse em qualquer hora ou qual época do ano. Vivemos incontáveis momentos juntos. Começamos nossa experiência pública juntos no movimento sindical e oriundos da mesma Caixa Econômica Federal. No Sindicato dos Bancários, lutamos e dividimos conquistas impensáveis para aquele tempo em que atuamos", disse Wellington Dias na nota.

Confira abaixo a nota de pesar do governador do Piauí na íntegra:

Foi inacreditável receber esta notícia. Na verdade, foi um golpe duro e muito lamentável: Assis Carvalho, meu companheiro, meu colega, meu amigo da vida inteira. Meu irmão. Um combatente guerreiro, alegre e cheio de energia. No âmbito pessoal, um homem cheio de virtudes, das quais, destaco a receptividade: o melhor anfitrião que já conheci. Chegar na casa dele, em Oeiras, era sempre uma festa, fosse em qualquer hora ou qual época do ano. Vivemos incontáveis momentos juntos. Começamos nossa experiência pública juntos no movimento sindical e oriundos da mesma Caixa Econômica Federal. No Sindicato dos Bancários, lutamos e dividimos conquistas impensáveis para aquele tempo em que atuamos. Na política, nas lutas do nosso Partido dos Trabalhadores, na gestão pública, na vida real. Ele era sempre o primeiro a me defender, em público ou não, e o primeiro a dizer que eu estava errado, se a ocasião pedisse. Que falta você vai fazer ao nosso Piauí, Assis. Obrigado por tantos serviços prestados à nossa gente. O seu legado estará sempre em nossos corações e em cada obra e ação que você realizou enquanto esteve aqui. À família, todo o meu carinho. O Wellington, o amigo de vocês, está aqui para o que precisarem. Vá em paz, meu líder!

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web