Piauí

Justiça decreta prisão preventiva de falso médico em Uruçuí

Pedro Roberto Martins Rodrigues foi preso em flagrante nessa quinta-feira (17) após uma vítima relatar abusos.
18/04/2019 17h11 - atualizado

A Justiça decretou a prisão preventiva de Pedro Roberto Martins Rodrigues que se passava por médico no município Uruçuí. Ele foi preso em flagrante nessa quinta-feira (17) após uma vítima relatar abusos. A decisão foi expedida na tarde de hoje (18) pelo juiz Sandro Francisco Rodrigues, da Comarca de Núcleo de Plantão de Bom Jesus.

Uma mulher comunicou que Pedro abusava sexualmente dela. Em seu depoimento, ela disse que o suspeito chegou a leva-la para um motel e a deixou seminua. Segundo ela, o investigado falava de massagem erótica e sexo oral, já tinha feito mais de 10 sessões e marcou outra para a próxima segunda-feira.

Para o juiz, a liberdade do acusado representa risco à ordem pública, já que este pode voltar a delinquir em liberdade. “Conforme pode se verificar do depoimento da vítima, o investigado, por diversas vezes, marcou sessões que, supostamente seria psicoterapia e massagem, sendo que em todas elas, praticava atos de natureza sexual, com o intuito de satisfação lascívia”, escreveu.

O magistrado considerou que a gravidade é evidente em razão do denunciado ter praticado o fato em face de uma pessoa menor de idade, passando-se falsamente por profissional habilitado, e repetidas vezes, o que demonstra habitualidade da empreitada criminosa e intenção de reiteração.

“A conduta do flagrado deve ser considerada, portanto, penalmente relevante, pela sua reprovabilidade, pois não se pode dizer que uma pessoa que pratica o delito de exercício ilegal de profissão e violação sexual mediante fraude não coloca o risco e sossego e a segurança da comunidade”, considerou o juiz.

Analisando o modo de operação do crime e  avaliando não aptas as medidas cautelares, Sandro Francisco decretou a prisão preventiva de Pedro Roberto.

Mais na Web