Piauí

Justiça nega pedido de liberdade a digital influencer Roani Sampaio

A defesa alega que a prisão domiciliar seria a mais prudente para a influencer, pois a acusada é mãe de um filho de 1 ano e 4 meses, além de ter bons antecedentes.
  • LAÍS VITÓRIA
15/02/2021 18h10 - atualizado

Nesta segunda-feira (15), a juíza da Vara Núcleo de Plantão, Lúcia Terto Madeira Medeiros, negou o pedido de liberdade ou substituição de prisão preventiva feito pela defesa da digital influencer Roani Sampaio.

Roani foi presa na última sexta-feira (12), acusada de realizar um assalto na casa do empresário Abel Landim, localizada na zona Leste de Teresina.

  • Foto: Arquivo PessoalDigital influencer Roani Sampaio.Digital influencer Roani Sampaio.

A defesa alega que a prisão domiciliar seria a mais prudente para a influencer pois a acusada é mãe de um filho de 1 ano e 4 meses, além de ter bons antecedentes.

A defesa pediu liberdade provisória sem fiança ou aplicação de medidas cautelares, além da expedição do alvará de soltura.

No entanto, a juíza explicou que somente a apresentação de documento comprovando a idade do filho não significa aplicação sumária nº 369 do conselho Nacional de Justiça, que estabelece procedimentos e diretrizes para a substituição da privação de liberdade de gestantes, mães, pais e responsáveis por crianças e pessoas com deficiência, nos termos dos arts. 318 e 318-A do Código de Processo Penal.

Mais na Web