Piauí

Justiça nega pedido de liberdade a empresário Pablo Campos

Na última segunda-feira (21), o acusado havia solicitado à justiça, a substituição da prisão pelo uso de tornozeleira eletrônica com monitoramento.
  • DA REDAÇÃO
24/10/2019 15h00 - atualizado

Na tarde desta quinta-feira (24), a TV Cidade Verde  divulgou que foi publicada decisão do juiz Antônio Reis Nolleto, negando o pedido de liberdade provisória a Pablo Campos, acusado de atropelar e matar a enfermeira Vanessa Carvalho na saída de uma festa de casamento, na zona Leste de Teresina em setembro.

Na última segunda-feira (21), o acusado havia solicitado à justiça, a substituição da prisão pelo uso de tornozeleira eletrônica com monitoramento.

  • Foto: Arquivo PessoalPablo Henrique e Anuxa Kelly. (destaque)Pablo Henrique Campos e Anuxa Alencar.

Pablo Campos também á acusado de ter atropelado a namorada Anuxa Kelly Leite de Alencar, no mesmo dia da morte de Vanessa.

Tribunal Popular do Júri

O Tribunal Popular do Júri da Comarca de Teresina aceitou a denúncia feita pelo Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) contra o empresário Pablo Henrique Campos Santos, acusado de matar a jovem Vanessa Carvalho e tentar matar a namorada Anuxa Alencar no último dia 29 de setembro.

  • Foto: DivulgaçãoVanessa Carvalho morreu atropelada em TeresinaVanessa Carvalho.

Com o recebimento da denúncia pela Justiça, a defesa do empresário tem um prazo de 10 dias para apresentar a sua tese de defesa prévia. A denúncia foi apresentada ao Tribunal pela 13ª Promotoria de Justiça, através do promotor Benigno Filho.

Sobre o caso

Por volta das 4h30 de 29 de setembro, a enfermeira Vanessa Carvalho morreu e sua amiga Anuxa Alencar ficou gravemente ferida após serem atropeladas por um carro modelo Jeep Renegade, conduzido pelo empresário Pablo Campos, namorado de Anuxa.

O homem foi preso horas depois do crime em sua residência. Após a prisão, o juiz Valdemir Ferreira Santos converteu em preventiva a prisão em flagrante do empresário durante audiência de custódia, realizada no Fórum Cível e Criminal de Teresina. Pablo encontra-se, atualmente, detido na Cadeia Pública de Altos, onde aguarda o julgamento do caso.

Mais na Web