Polícia

Justiça nega pedido de liberdade ao jornalista Arimatéia Azevedo

A decisão foi dada na última terça-feira (19) pelo juiz Valdemir Ferreira Santos, da Central de Inquéritos da capital.
22/10/2021 10h25 - atualizado

Nessa terça-feira (19), o juiz de direito a Central de Inquéritos de Teresina, Valdemir Ferreira Santos, indeferiu o pedido de liberdade interposto pela defesa do jornalista José de Arimatéia Azevedo, preso preventivamente no dia 07 de outubro, suspeito de extorsão contra um empresário do ramo de medicamentos.

Conforme o juiz, em junho de 2020, Arimatéia Azevedo foi preso em função de investigação instaurada para apurar a prática do crime de extorsão contra o médico Alexandre Andrade de Sousa e, em novembro do mesmo ano, em decisão proferida pela 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, o jornalista foi posto em liberdade, mediante a aplicação de medidas cautelares diversas da prisão.

  • Foto: DivulgaçãoJornalista Arimateia AzevedoJornalista Arimateia Azevedo

Na decisão, o juiz ressaltou que, mesmo respondendo a ação penal que se iniciou em 2020 e sob a tutela de cautelares, o investigado voltou a praticar crime de extorsão, que resultou em sua mais recente prisão, ocorrida no início de outubro de 2021.

Mais na Web