Política

Major Diego Melo não descarta candidatura ao Governo do Piauí

De acordo com o major, o momento de mudança de uma gestão é decisão somente da população.
13/09/2021 10h09 - atualizado

O ex-candidato a prefeito de Teresina, Major Diego Melo (Patriota) falou ao Viagora sobre a possibilidade de candidatura ao Governo do Piauí nas eleições do próximo ano, dentre outros assuntos.

O major destaca que o Piauí é um dos estados com menor índice de desenvolvimento, apesar de ter muitas riquezas.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraMajor Diego, candidato a prefeito de Teresina pelo Patriota.Major Diego, candidato a prefeito de Teresina pelo Patriota.

“O Piauí é um dos estados menos desenvolvidos de toda federação, estado que tem muitas riquezas, estado de um povo belíssimo, trabalhador, honesto”, pontuou.

Segundo Diego Melo, o momento do estado mudar a gestão é uma decisão somente da população. “Eu acredito que a população sofre muito pela má gestão de muitos anos, é hora de libertar o Piauí, é hora da verdade prevalecer aqui no Piauí. Espero que em 2022 o povo acorde, se levante e liberte esse estado”, destacou.

Eleições 2022

Diego Melo não descarta a possibilidade de se candidatar a algum cargo no próximo ano, incluindo o Governo do Estado.

“Eu sou soldado do Piauí e do presidente Bolsonaro, eu quero ouvir o povo do Piauí, o presidente e em 2022 a gente decide. Eu não descarto a possibilidade em disputar nem para deputado estadual, senador e deputado federal. Não descarto nem até mesmo ao cargo de governador”, frisou.

Situação atual do país

O major falou ainda sobre a situação atual do país, segundo ele, o presidente da República Jair Bolsonaro, vem sofrendo uma séria de sabotagens.

“O presidente tem sido sabotado muitas vezes pelo congresso, pelos poderes, pela suprema corte e tem enfrentado tudo isso ai com muita inteligência demonstrando a legitimidade que tem em exercer o cargo de presidente da República, quando mobiliza mais de 40 milhões de pessoas”, ressaltou.

Ele acredita que há grandes chances do País superar a pandemia e se tornar uma grande nação, mas que para isso é preciso que haja harmonia entre os poderes.

“Nós vemos que quer diálogo, que quer democracia, que quer que seja feita a constituição, que quer que tenha a liberdade do cidadão e que o Brasil tem tudo pra superar os males que sofreu das últimas décadas, superar a pandemia e se tornar uma grande nação, próspera com muito desenvolvimento, com muita qualidade de vida para todo mundo. Basta as pessoas respeitarem as liberdades, o povo brasileiro e ajudar esse país a crescer. Que os poderes se convencem e dialoguem e possam trabalhar em harmonia”, explicou.

Mais na Web