Polícia

Mulher é presa em Teresina suspeita de aplicar golpe de R$ 1,5 milhão

Segundo a Polícia Civil, a mulher é suspeita de realizar fraudes e transferir bens da família para o nome dela.
12/05/2021 17h15 - atualizado

Na tarde desta quarta-feira (12), uma empresária de 28 anos foi presa pela Polícia Civil no bairro Três Andares, na zona Sul de Teresina, acusada de estelionato devido a apropriação de mais de R$ 1 milhões em bens da herança de uma família.

De acordo com titular do 13º Distrito Policial, o delegado Odilo Sena, a mulher foi identificada como Maria, de 28 anos. Segundo ele, a mulher realizava fraudes e transferia bens da família para o nome dela, além de dinheiro que também faz parte da herança estimada em até R$ 1,5 milhão.

O delegado explicou que quando uma pessoa morre, os bens, incluindo dinheiro, vão para o espólio, e que se alguém se apropria disso, não sendo o único herdeiro, é considerado crime. A mulher utilizou a assinatura da pessoa falecida para transferir a posse de um veículo modelo Hilux, utilizando documentos falsos junto ao Detran e ao cartório. Questionada sobre os documentos, a mulher não soube explicar, o que levantou suspeita.

Ainda segundo o delegado, as investigações apontaram que uma pessoa morreu e deixou a herança para os filhos e mulher tentou se apropriar dos bens. Diante disso, a mulher foi presa e encaminhada para a Central de Flagrantes de Teresina e autuada por estelionato.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web