Polícia

Polícia apreende menores envolvidos na morte do PM Adonias Pedreira

Na noite dessa segunda-feira, 3 de agosto, o capitão Adonias, da Polícia Militar do Piauí, morreu no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), após ser baleado na cabeça durante um assalto.
06/08/2020 10h28 - atualizado

A polícia prendeu um homem e apreendeu dois menores suspeitos de participação no latrocínio que deixou morto o capitão da Polícia Militar Adonias Pedreira no último dia 24 de julho, no bairro Morro da Esperança na zona Norte de Teresina.

Ainda na tarde de ontem (05), a polícia prendeu o primeiro suspeito, identificado como M.R.S.M, de 18 anos. Ele foi preso por policiais da Delegacia de Polícia Interestadual- Polinter na Vila Mocambinho.

  • Foto: Divulgação/FacebookO capitão Adonias morreu no HUT após 11 dias internado.O capitão Adonias morreu no HUT após 11 dias internado.

Já nesta quinta-feira (6), policiais militares receberam informações, que um menor, suspeito de envolvimento no crime, encontrava-se na cidade de Timon-MA, e no início da manhã  ele foi apreendido.

De acordo com a polícia, um segundo menor compareceu a sede da Delegacia de Segurança e Proteção ao Menor hoje para prestar esclarecimentos sobre a investigação.

Sobre o crime

Na noite dessa segunda-feira, 3 de agosto, o capitão Adonias, da Polícia Militar do Piauí, morreu no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), após ser baleado na cabeça durante um assalto no dia 24 de julho.

A família do capitão Adonias divulgou à imprensa que o policial teria apresentado melhora no quadro clínico, estava respirando sem ajuda de aparelhos, mas estava movimentando apenas o lado esquerdo do corpo. O capitão teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web