Polícia

Presidente da Câmara de Valença é alvo de ação da Polícia Civil

O vereador Nonatin Soares é investigado pela suposta prática do crime de estelionato. A polícia cumpriu mandados de busca e apreensão em sua casa e loja.
10/04/2019 14h32 - atualizado

A Polícia Civil do Piauí deu cumprimento na manhã desta quarta-feira (10) aos mandados de busca e apreensão na residência e na loja do vereador de Valença do Piauí, Raimundo Nonato Soares Lima, conhecido como Nonatin Soares, que preside a Câmara, e na casa de seu funcionário Miguel Fernandes.

  • Foto: Polícia Civil do PiauíApreensões feitas em endereços do parlamentar.Apreensões feitas em endereços do parlamentar.

Os dois estão sendo investigados por suposta prática do crime de estelionato, ao exigir uma parte do pagamento de todos os "clientes" que conseguiam a aposentadoria ou algum tipo de auxílio do INSS. A cobrança, segundo a Polícia Civil, era feita mediante carnês e o pagamento realizado na própria residência do vereador ou no interior de sua loja, localizada no centro de Valença.

Ao todo foram apreendidos 536 carnês de pagamento, exames médicos de 74 pacientes que recebiam os benefícios do INSS, além de notas promissórias, cópias de documentos pessoais, requerimentos dos benefícios, cartões do Bolsa Família, lista da contabilidade dos pagamentos e carteiras de trabalho, entre outros documentos.

Outro lado

O Viagora conversou com o vereador Nonatin Soares na tarde desta quarta-feira (10), mas ele não quis se pronunciar sobre o caso.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web