Piauí

Professores municipais de Arraial denunciam atraso de salários

Segundo o secretário de administração municipal, a prefeitura está esperando mais recursos para fazer os pagamentos atrasados.
15/01/2019 07h00 - atualizado

Viagora recebeu uma denúncia de professores da rede municipal de ensino da cidade de Arraial cujo gestor é o prefeito Numas Porto, relatando o atraso no pagamento há mais de dois meses da categoria.

Ainda segundo a denúncia, a secretária municipal de Educação Auxiliadora Santos e o prefeito não estariam sequer emitindo satisfação aos professores a respeito dos atrasos.

De acordo com a denúncia dos professores, o atraso dos pagamentos poderá afetar também o início das aulas no município.

  • Foto: Gp1Prefeito de Arraial, Numas Porto.Prefeito de Arraial, Numas Porto.

A reportagem procurou a secretária de educação do município para falar sobre o assunto, mas a gestora encontra-se em viagem. O Viagoraconversou com o secretário de administração municipal Balduino Madeira que afirmou que a situação do município é complicada, mas o prefeito tem tentado honrar com os pagamentos.

"Realmente existe um atraso, mas não é 70 dias nós temos atrasados novembro e dezembro. Em dezembro se pagou outubro, em janeiro a gente quer pagar novembro. O problema aqui não é que a gente não esteja tomando providencias, o problema e que o recurso que entra para o município não é suficiente. A nossa folha é muita alta tem gratificações muito altas, já tentamos diminuir, mas os professores não aceitam, já fizemos reuniões com sindicatos, porque a situação do município é muito complicada e o município não tem como honrar porque da forma que está não temos condições. Desde 2017 a gente procura uma forma de manter o pagamento em dia", disse o secretário de administração.

Ainda segundo o secretário, a prefeitura está esperando entrar mais recursos para fazer os pagamentos atrasados. “O salário do professor além do piso o município paga uma gratificação o piso de 20 h é em torno de R$ 1.200, ( um mil e duzentos), hoje um professor de 20h recebe mais de R$ 1.600 (mil e seissentos), ou seja o salário e mais uma gratificação que está causando esse atraso. A gente está tentando, já fizemos até audiência e os professores são conscientes que não pagamos não e porque a gente quer é por causa dos recursos estamos esperando entrar mais dinheiro para pagar o mês de novembro e no final de janeiro conforme a situação vamos ver se pagamos dezembro. A nossa folha de pessoal só o efetivo de professor e auxiliar e na média de R$ 304 mil, o Fundeb que entra no município é na média de R$ 230 mil ".

Mais na Web