Política

Projeto propõe que Campo Maior tenha título de Capital da Carne de Sol

O projeto de lei já foi lido no plenário da ALEPI e agora tramita nas comissões para em seguida ser votado em plenário.
24/06/2021 18h30 - atualizado

Está tramitando na Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI) o Projeto de Lei 135 que confere a Campo Maior o título de Capital Piauiense da Carne de Sol, de autoria do Deputado Estadual Evaldo Gomes (SD).

A sugestão do projeto partiu do Jornalista campomaiorense Weslley Paz.  Segundo ele, a carne de sol de Campo Maior já é bastante famosa, mas “o título de capital piauiense da carne de sol” irá criar uma identificação ainda mais forte para o município.

  • Foto: DivulgaçãoEvaldo Gomes (SD) e Jornalista Weslley PazEvaldo Gomes (SD) e Jornalista Weslley Paz

O jornalista, destaca que sonha ainda com a construção de um pórtico na entrada da cidade informando aos turistas que chegam ou passam pelo município que aqui é a terra da carne de sol.

“Agora vamos lutar para um dia ter um portal nas duas entradas da cidade informando aos turistas que eles estão chegando a capital da carne de sol e buscar uma forma de melhorar a identificação do polo da carne de sol para que as pessoas possam saber que ali é o ponto de venda. Isso tudo certamente irá ajudar bastante a movimentar nossa economia”, destacou.

O projeto de lei já foi lido no plenário da ALEPI e agora tramita nas comissões para em seguida ser votado em plenário.

O Deputado Evaldo Gomes justificou na proposta que a cidade de Campo Maior já tem o reconhecimento secular como município da carne de sol em virtude da tradição com a criação de gado.

Ele lembra que tudo começou com os fazendeiros e comerciantes de antigamente que, por não disporem de energia elétrica, a maneira que eles tinham para conservar a carne era salgando e expondo ao sol para secar rapidamente e assim poder armazenar.

“O que estamos fazendo agora é legitimando esse título a pedido do jornalista Weslley Paz que possui um grande carinho pela região”, explicou o parlamentar.

Mais na Web