Piauí

Relatório da CPI do transporte é aprovado pela Câmara de Teresina

O relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito do Transporte Público recomenda a rescisão do contrato com as empresas de ônibus e a realização de uma nova licitação.
25/08/2021 13h43 - atualizado

Na manhã desta quarta-feira (25), a Câmara Municipal de Teresina aprovou por unanimidade, o relatório final da CPI do Transporte Público que recomenda a rescisão do contrato com as empresas de ônibus e a realização de uma nova licitação.

Segundo o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito, o vereador Dudu, na execução do contrato foram encontradas várias irregularidades.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraVereador DuduVereador Dudu

“A central de relacionamento com os usuários, que nunca foi criada ao longo da execução dessa licitação e está lá a obrigação das empresas. Também o transporte eficiente, que tinha que ser direcionado para os consórcios, nunca foi executado pelos consórcios e eles delegaram para uma única empresa fazer esse transporte e, essa única empresa recebe os ônibus do município e ainda recebe 200 mil reais por mês para isso, e é ilegal” disse.

O vereador ressalta que um gestor tem o dever de cumprir qualquer tipo atribuição ao município, inclusive uma licitação de transporte público e quando ele não faz isso pode estar cometendo um crime de improbabilidade.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraCâmara Municipal de TeresinaCâmara Municipal de Teresina

“Quando o gestor tem o papel de dá cumprimento na sua gestão de qualquer tipo de atribuição, inclusive em uma licitação como essa do transporte público e ele não executa aquele contrato, ele está prevaricando a função dele e quando esse gestor não toma as providências, ele está cometendo crime de improbabilidade inclusive”, ressaltou.

De acordo com o presidente da Câmara, vereador Jeová Alencar, o problema do transporte público de Teresina vem de muitos anos e espera que esse contrato seja rompido.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraVereador Jeová AlencarVereador Jeová Alencar

“É um problema que se arrasta há 30 anos e a gente espera de verdade é que esse contrato seja rompido. A gente não acredita que a maioria dessas empresas tenha condições de fazer investimentos no transporte”, afirmou.

Jeová acredita que o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa vai resolver o problema do sistema de transporte público.

“Nós temos a certeza que nosso prefeito pela sua sensibilidade, coragem e determinação que ele tem irá mudar o transporte público de Teresina para melhor”, disse.

Mais na Web