Piauí

Semam inicia trabalho de monitoramento dos aguapés no rio Poti

O gerente dos parques ambientais da SEMAM, Claudinei Feitosa, informou que foi feito um levantamento das coordenadas geográficas para planejar o trabalho de limpeza.
06/08/2021 17h32 - atualizado

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM), iniciou o trabalho de monitoramento dos aguapés no leito do rio Poti.

A SEMAM informou que técnicos realizaram uma vistoria de campo percorrendo pontos estratégicos ao longo das margens do rio.

  • Foto: Ascom/SemamOs técnicos da Secretaria realizam vistoriaOs técnicos da Secretaria realizam vistoria

O gerente dos parques ambientais da SEMAM, Claudinei Feitosa, explica que foi feito um levantamento das coordenadas geográficas para planejar o trabalho de limpeza e retirada das plantas das margens.

“Esse é um trabalho permanente que a Secretaria desenvolve. Mas nesse período ampliamos nossas ações. Estamos fazendo o registro e avaliando a atual situação dos aguapés no leito do rio. Fizemos o levantamento das coordenadas geográficas para planejar o trabalho de limpeza e retirada das plantas das margens”, destacou.

De acordo com a secretária do Meio Ambiente, Elisabeth Sá, a proliferação dos aguapés, ao longo dos últimos anos, tem sido uma problemática que pode afetar diretamente a vida em lagos, lagoas e rios da cidade.

  • Foto: Ascom/SemamSeman inicia monitoramento dos aguapésSeman inicia monitoramento dos aguapés

Segundo a secretária, o trabalho de monitoramento deve ser constante para evitar que as plantas cubram o espelho d’água, assim prejudicando a oxigenação nesses locais.

“A SEMAM tem desenvolvido uma série de ações de proteção e preservação do Meio Ambiente em Teresina. A retirada dos aguapés e a limpeza dos rios é uma prioridade nossa. Estamos atentos a isso e nos planejando para evitar que os aguapés se tornem um problema. Essas plantas são de extrema importância para os rios, desde que sejam controlados. É esse o trabalho que estamos fazendo”, pontuou.

Mais na Web