Geral

Temer anuncia medidas para monitorar fluxo migratório em Roraima

O estado lida desde 2015 com a chegada desenfreada de venezuelanos, cujo êxodo é motivado pela crise política, econômica e social do país.
VITOR FERNANDES
DE TERESINA
12/02/2018 16h49 - atualizado

O presidente Michel Temer disse nesta segunda-feira (12) que vai criar uma força-tarefa para lidar com a imigração em massa de venezuelanos para Roraima. Temer participou de uma reunião com líderes políticos na capital Boa Vista.

  • Foto: Reprodução/NBRTemer participa de reunião com líderes políticos em Boa Vista-RR.Temer participa de reunião com líderes políticos em Boa Vista-RR.

O estado lida desde 2015 com a chegada desenfreada de estrangeiros, cujo êxodo é motivado pela crise política, econômica e social do país vizinho. Em 2017, foram registrados 17.130 pedidos de refúgio pela Polícia Federal. De acordo com dados da prefeitura de Boa Vista, 40 mil venezuelanos vivem hoje na cidade, o que representa mais de 10% dos 330 mil habitantes da capital.

“Quero editar talvez na quarta, ou no mais tardar na quinta, uma MP que tratará desse assunto. Não faltará recursos para solucionar essa questão dos venezuelanos tanto no aspecto humanitário como a solução pro estado de Roraima", declarou Temer.

De acordo com o G1, o presidente também disse que o objetivo é levar os imigrantes que estão em Roraima a outros estados brasileiros. "A ideia é que os possa conduzir a outros estados brasileiros. Vejo que esse afluxo intenso de venezuelanos cria problemas para o estado de Roraima e vai criar para outros estados brasileiros se não tomarmos algumas medidas e providência de natureza federal".

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web