Piauí

Wellington escolhe Cleandro Moura como procurador-geral de Justiça

A escolha foi feita a partir de uma lista tríplice composta ainda pela atual procuradora-geral Carmelina Moura e o procurador Hugo Sousa.
17/06/2021 12h55 - atualizado

Nesta quinta-feira (17), o governador Wellington Dias, escolheu entre Cleandro Alves de Moura para ocupar o cargo de procurador-geral de Justiça do Piauí.

A escolha foi feita a partir de uma lista tríplice composta ainda pela atual procuradora-geral Carmelina Moura e o procurador Hugo Sousa.

  • Foto: Ministério Público do PiauíProcurador-geral de Justiça, Cleandro Moura, recepciona os novos servidores.Procurador-geral de Justiça, Cleandro Moura, recepciona os novos servidores.

A escolha do procurador-geral é uma atribuição do governador do Estado, garantida constitucionalmente pela Lei Complementar nº 40/81, que estabelece as normas gerais a serem adotadas na organização do Ministério Público Estadual.

A procuradora Carmelina foi a mais votada, com 101 votos, na eleição realizada no último dia 12 de junho, que definiu a lista tríplice de candidatos ao cargo de procurador-geral para o biênio 2021 – 2023. Já o Cleandro Alves de Moura, ficou em segundo, com 98 votos, e o terceiro mais votado foi o procurador Hugo de Sousa Cardoso, com 82 votos.

A Procuradoria-Geral é um órgão da Administração Superior, responsável pela administração e representação judicial e extrajudicial dos interesses institucionais. É o Procurador-Geral de Justiça quem preside o Colégio de Procuradores e o Conselho Superior do Ministério Público.

Cleandro Alves de Moura é piauiense e entrou no Ministério Público em 1996. Iniciou a carreira como promotor de justiça substituto nas promotorias de justiça de Avelino Lopes, Parnaguá e Curimatá. Respondeu, também, por inúmeras promotorias como as de São Gonçalo, Pio IX, Santa Cruz, Cocal, Luzilândia, Esperantina, Barras e Luis Correia.

Também ocupou os cargos de coordenador-geral do Procon/MP-PI, sub-coordenador do Procon de Parnaíba e membro do grupo de promotores designado para desenvolver ações de combate ao crime organizado e atos de improbidade. E já foi Procurador Geral do Estado entre os anos de 2015 e 2017.

Mais na Web