Viagora

Trabalhadores de 12 categorias aderem à greve geral na sexta-feira

Entre os profissionais que irão paralisar as atividades estão policiais civis, bancários, rodoviários. Trabalhadores do colégio particular Diocesano também integram o protesto.

Doze categorias devem paralisar suas atividades no Piauí devido à greve geral, que acontece nesta sexta-feira (28), de acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT). Os profissionais protestam contra as reformas trabalhista e previdenciária que estão em discussão no Congresso Nacional. Os trabalhadores também se mostram contrários a lei de terceirização, que já foi sancionada pelo presidente Michel Temer.

De acordo com o secretário da CUT, João Neto, vão aderir à paralisação os trabalhadores das categorias dos: bancários, comerciários, confecção, construção civil, vigilantes, rodoviários, educação, policiais civis, Tribunal Regional do Trabalho, servidores estaduais e federais, e Correios.

  • Foto: Divulgação/CUTManifestação da CUT em TeresinaManifestação da CUT em Teresina

Na educação, professores da Universidade Federal e Estadual do Piauí já confirmaram participação no movimento grevista. Segundo a CUT, trabalhadores do colégio particular Diocesano também integram o protesto.

Com os motoristas e cobradores de ônibus aderindo a paralisação em Teresina, o serviço de transporte público deve parar. O presidente do Sintetro, Fernando Feijão, afirmou que a paralisação não será igual a greve, onde circula de forma reduzida por um tempo indeterminado, mas sim uma paralisação total a partir de das 7h, sem previsão de retorno.

O Sindicato dos Policiais Civis do Piauí (Sinpolpi) comunicou que paralisação será de 24 horas, tendo início às 00h do dia 28 e se encerrará às 00h do dia seguinte. Enquanto estiverem paralisados, os policiais civis devem atender somente latrocínio, estupro, homicídio e crimes contra idosos e crianças. Esses crimes poderão ser registrados normalmente, mas não serão investigados enquanto a paralisação estiver em curso.

João Neto, que também é diretor do Sindicato dos Bancários, informou que os serviços bancários vão parar a partir das 0h da sexta-feira. Ele orientou que quem precisar resolver algo nas agências, que o faça até o fim do expediente de amanhã (27).

Facebook
Indicado para você
Veja também