Viagora

Sílvio Mendes não descarta mudar de partido para concorrer ao governo

O pré-candidato ao Governo do Piauí falou durante entrevista sobre as eleições do próximo ano no Piauí.

O pré-candidato ao Governo do Piauí, Sílvio Mendes, falou sobre as eleições do próximo ano e PSDB, dentre outros assuntos, durante entrevista ao Viagora.

Em relação ao crescimento do PSDB nas cidades do interior, o ex-prefeito relatou: “No Piauí quanto mais subdesenvolvido o Estado, não quer dizer que ele seja pobre, muito pelo contrário, mas se você olhar para a História o PSDB sempre foi um partido urbano, principalmente em Teresina, porque ele nunca foi do governo do estado. Quando foi que o PSL antigo cresceu? Quando virou do governo do estado. Quando o PT aumentou as suas representações? Quando virou do governo do estado. Porque é feito de uma forma silenciosa, a dependência dos municípios são o governo estadual, porque por mais ruim que seja, ninguém tem coragem de brigar com ele. É como cobra que até morta a gente tem medo. Então assim, o PSDB nunca foi, fez tentativa com o professor Wall Ferraz, com o Chico, Firmino, comigo, com o Luciano, e não conseguimos pela ausência do partido nos municípios”.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraPré Candidato a governo do Piauí, Silvio MendesPré-candidato ao governo Sílvio Mendes

Ainda sobre o assunto, o tucano declara: “Agora é diferente, a aliança que está posta permite que tenhamos presença no interior, que tenha presença por menor que o partido hoje seja aqui em Teresina, mas tem a nossa presença. Então é uma realidade, uma conjuntura diferente, um governo ruim com uma oposição forte e presente no estado inteiro. Nunca teve isso”.

O pré-candidato também afirma que o ex-prefeito Firmino Filho foi o principal motivo do seu retorno ao PSDB: "Ele é a causa principal de eu ter voltado, o candidato era ele, por todos os motivos o melhor, mas a decisão dele foi consumada, então ficou um espaço político aberto e eu fui chamado, me convenceram, não que eu seja igual o Firmino, não sou, cada um tem suas características. O meu papel foi de juntar os pedaços do PSDB aqui em Teresina, porque no interior aqui ou ali você encontra um militante que não desiste, e é muito bom encontrar, mas são poucos".

Questionado sobre a possibilidade de mudar de partido, Sílvio explica: “Lá atrás pelas várias tentativas, Wall Ferraz, Chico, Firmino, eu, Luciano, e a razão maior foi essa ausência do partido nos municípios, o Firmino que pensava em um horizonte mais largo, me chamou para conversar e sugeriu que a gente saísse do PSDB para o PP, que já naquele tempo o senador Ciro já acenava com a possibilidade de rompimento com o PT para o governo, como aconteceu. Então nós fomos para lá, o Ciro queria todo mundo lá, mas eu fui na opinião de que o Firmino não deveria ir, como ele não foi, por ser prefeito, e ser a maior liderança política do PSDB. Então nós fomos para lá no sentido e buscar ter uma presença no interior. Quando veio a eleição do Luciano, e eu achava, como acho, que seria a melhor opção para o estado do Piauí, eu conversei com o Ciro dizendo que não apoiaria a candidatura do Wellington do PT, porque meu candidato era o Luciano, por tanto não fazia sentido eu ficar no PP, na base do Wellington, então eu saí. Foi conversado, não teve nenhuma dúvida, e vim para a campanha do Luciano. Acabando a campanha do Luciano e não sendo eleito, e o com o rompimento do Ciro, eu voltei para o PP, que também foi conversado esses termos. Quando o Firmino resolveu ir embora, o próprio Ciro disse, olha seria melhor que você voltasse para o PSDB para juntar os pedaços que restava. Eu voltei, juntamos e o PSDB aqui, mesmo pequeno está unido. Então, sim dependendo da circunstância".

Sílvio Mendes também não descartou a possibilidade de voltar para o Progressistas: "Sim, não tem nenhuma proibição. Eleição a gente ganha com alianças, alianças de partidos que pensam diferentes, mas convergem num propósito. Qual o propósito da aliança política? O estado do Piauí, pronto, qualquer coisa é menos importante", finalizou.

Facebook
Indicado para você
Veja também