Viagora

"O vice do Bolsonaro tem que ser uma pessoa de confiança dele", diz Ciro

A declaração do ministro foi feita nessa sexta-feira (3), durante a solenidade na Assembleia Legislativa do Piauí.

O ministro da Casa Civil Ciro Nogueira (Progressistas) falou nessa sexta-feira (03), durante solenidade na Assembleia Legislativa do Piauí, sobre a possibilidade de ainda ser pré-candidato ao Governo do Piauí nas eleições de 2022, dentre outros assuntos.

De acordo o ministro, em fevereiro será definido o nome entre os pré-candidatos Iracema Portella (Progressistas) e Sílvio Mendes (PSDB).

Ciro Nogueira pondera que se for desejo do estado, concorrerá ao cargo, mas que a prioridade é de ter um governador que possa contar com seu prestígio em Brasília como ministro, fazendo assim uma mudança radical no Piauí.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraDeputado Ciro NogueiraMinistro Ciro Nogueira

“A prioridade é a candidatura. Eu sempre disse que se o Piauí quiser eu vou ser candidato, mas acho que a prioridade é de termos um governador focado no desenvolvimento do nosso estado e poder contar com o prestígio que eu tenho em Brasília, esse estado tem tudo para mudar radicalmente e melhorar a vida das pessoas nos próximos anos”, declarou.

De acordo com Ciro, as pesquisas estão muito bem para os pré-candidatos Iracema e Sílvio e que o ideal para o Piauí é continuar sendo ministro para ajudar o governo do estado.

“As pesquisas estão muito bem para os candidatos. Acho que o ideal para o Piauí é essa união comigo em Brasília e essas pessoas aqui, mas quem manda é o povo”, disse.

Vice do presidente Jair Bolsonaro

Questionado sobre seu nome está sendo cotado para ser o vice do presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2022, Ciro Nogueira defende a escolha de uma pessoa de confiança do pré-candidato.

“Eu acho que o vice do Bolsonaro tem que ser uma pessoa de muita confiança dele, que lhe dê confiança para governar, que não transmita nenhum tipo de complô, então eu defendo que ele escolha uma pessoa muito próxima a ele”, destacou.

As declaração do ministro foram feitas durante a solenidade de entrega do título de cidadania piauiense ao presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Eustáquio Soares Martins.

Facebook
Indicado para você
Veja também