Viagora

Wellington Dias trata sobre regras para festas de fim de ano em reunião

De acordo com o chefe do executivo, o encontro aconteceu para definir estratégias de vacinação, tratar sobre as festas de fim de ano, carnaval, Expoapi e passaporte de vacinação nos órgãos públicos.

Nessa terça-feira (07), o governador do Piauí, Wellington Dias, se reuniu, com a equipe de governo e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) para definir estratégias de vacinação, tratar sobre as festas de fim de ano, carnaval, Expoapi e passaporte de vacinação nos órgãos públicos.

Conforme o chefe do Executivo Estadual, cerca de 240 mil pessoas no Estado não tomaram a segunda dose da vacina contra a Covid-19, assim como 150 mil pessoas ainda irão tomar a dose de reforço, o que demanda o planejamento para uma busca ativa da população que ainda não tomaram nenhuma dose, bem como das que tomara somente a primeira dose e que irão tomar a dose de reforço, por meio de mapeamento das regiões.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraGovernador Wellington DiasGovernador Wellington Dias

“Temos aproximadamente 240 mil pessoas que não tomaram a segunda dose e 150 mil pessoas que precisam tomar a dose de reforço, isso coloca uma necessidade de uma estratégia integrada com os municípios para identificação das regiões que tenham a quantidade de pessoas para cada caso. Vamos trabalhar com as Unidades Básicas de Saúde, por meio do Programa Saúde da Família, carro de som e o que for preciso para buscar essas pessoas”, disse.

Sobre as festas de final de ano e Carnaval, o governador afirmou que irá propor a unificação das medidas adotadas nos outros estados do país, a fim de evitar a propagação da variante Ômicron, além de determinar um regramento para cada tipo de evento.

“Acertamos, a partir de uma proposta elaborada pelo nosso Comitê Científico, trabalhar para unificar com os demais estados brasileiros, por meio do Fórum dos Governadores do Brasil, ter um regramento comum, de um lado para evitar a propagação da variante Ômicron, ao mesmo tempo, trabalhar o Natal como um evento de eventos menores, de eventos familiares. Quanto ao Ano Novo e Carnaval vamos trabalhar uma limitação em eventos em locais fechados, semiabertos e abertos para eventos públicos e privados”, explicou.

Na reunião, foi discutido também o reforço da fiscalização do cumprimento das medidas sanitárias e exigência do comprovante de vacinação na 70ª Feira Agropecuária do Piauí (Expoapi).

“Detectamos falhas na fiscalização e por isso adotamos medidas para garantir o cumprimento do regramento. Então, teremos um acompanhamento maior por parte da Secretaria Estadual de Saúde, integrada com a Municipal, com os parceiros que realizam o evento e com os órgãos da Segurança para garantir isso”, ressaltou.

A respeito do passaporte de vacinação nos órgãos públicos, o governador reforçou a importância da exigência do cartão de vacinação.

“O servidor público tem obrigações para com a sociedade, quando ele toma a decisão de não se vacinar, não é uma decisão só por ele, é uma decisão pelos outros, desde a sua família até seus colegas de trabalho e com as pessoas que procuram o serviço público, que estão adotando as medidas de vacinação, então, se não tem esse cuidado da parte do servidor, temo sum risco da parte do Estado, por essa razão, estamos caminhando para uma regra de vacinação dos servidores”, finalizou o gestor estadual.

Facebook
Indicado para você
Veja também