Viagora

"Não existe desentendimento entre Wellington e Dr. Pessoa", diz Dudu

O parlamentar afirmou que quer trabalhar para buscar um alinhamento político, mas não vê impedimento do gestor municipal apoiar outro candidato a nível nacional.

O vereador Dudu Borges (PT) descartou a possibilidade do PT entregar cargos na Prefeitura de Teresina se Dr. Pessoa (MDB) compor o Partido Liberal e apoiar o presidente da República, Jair Bolsonaro.

O parlamentar afirmou ao Viagora que quer trabalhar para buscar um alinhamento político nas eleições deste ano, contudo, o vereador não vê impedimento do gestor municipal apoiar o presidente da República, Jair Bolsonaro, nas disputas eleitorais.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraVereador DuduVereador Dudu

“Nós estamos tranquilos, estamos iniciando o segundo ano de governo e a bancada do PT que dá a sustentação vai continuar dando essa sustentação, porque nós temos compromisso com a gestão e com o povo de Teresina. Essa questão partidária é normal, faz parte da democracia, nós entendemos como natural nesse início de período eleitoral essas movimentações. Isso não atinge nem a gestão nem a Câmara Municipal. Óbvio que lá na frente nós temos o candidato a presidente, a governador, a senador. O prefeito hoje é do MDB, um partido aliado e nós vamos estar trabalhando e se deus quiser a gente vai conseguir ter esse campo alinhado em 2022, mas isso não impede que quem componha esse campo possa estar votando diferentemente em nível nacional, isso não interfere na relação do município e do estado”, explicou.

O vereador declarou também que essa decisão a nível nacional não vai interferir na relação de Dr. Pessoa com a bancada de vereadores do PT em âmbito municipal.

“Obvio que a gente queria e quer trabalhar para que todos nós caminhemos juntos, não tendo como caminhar juntos no primeiro turno, é por isso que as eleições no Brasil têm dois turnos, para que se não tiver entendimento no primeiro e nem no segundo, a gente possa buscar um diálogo também. Isso não interfere na relação da bancada de vereadores do PT e não acredito que vai interferir e quem imaginar que esse campo de Teresina vai estar desalinhado a nível de estado vai dar com os burros n'água. Eu acredito perfeitamente que iremos marchar juntos em relação ao Dr. Pessoa”, complementa o gestor.

O parlamentar destacou que não há desentendimento entre o governador Wellington Dias e o prefeito de Teresina e que o PT não tem interesse em interferir nas tratativas políticas de Dr. Pessoa com o seu atual partido, MDB.

“Não existe desentendimento entre o Wellington Dias e o Dr. Pessoa, o que se está discutindo é que o prefeito discute internamente com o partido dele hoje, que é o MDB, e cabe a eles entrar nesse entendimento, não cabe ao PT. Nós do PT não temos interesse nenhum de interferir no que se está discutindo no MDB. O problema é no MDB, eu espero que eles entrem em entendimento”

Dudu Borges afirmou ainda que deve continuar dialogando com Dr. Pessoa e se não houver o entendimento para que o gestor apoie o candidato do PT, o ex-presidente Lula, ele deverá esperar um segundo debate com o prefeito da cidade.

“Se ele for apoiar o Bolsonaro eu vou ficar triste porque eu queria que ele votasse no Lula, mas eu não vou, por exemplo, como vereador, amigo que dá sustentação, romper com ele por isso. Quer dizer que você só vai continuar sendo minha amiga se votar no Lula? Ou se votar em mim para deputado estadual? Só temos relação se for desse jeito? Não existe isso, a democracia precisa de diálogo e nós vamos continuar dialogando. Óbvio que eu não vou dialogar somente com o prefeito Dr. Pessoa, vou pedir voto para todos no Piauí, vou rodar esse estado todo pedindo voto, inclusive, para mim que sou pré-candidato estadual. Não havendo esse entendimento de votar na nossa candidatura a nível nacional, nós vamos aguardar para fazer um segundo debate", disse.

Por fim, o vereador descartou a possibilidade de entregar cargos na prefeitura de Teresina, pois segundo ele “o PT não tem indicação na prefeitura, quem indicou foi a bancada de vereadores, o PT não tem formalização com a prefeitura de nenhuma aliança”, finalizou.

Facebook
Indicado para você
Veja também