Viagora

Ossada é encontrada no sítio da família suspeita de matar bebê em Altos

Segundo a Polícia Civil, os restos mortais foram localizados nessa segunda-feira (11), após vizinhos avistarem a ossada e acionarem as equipes para fazer buscas no local.

Nessa segunda-feira (11), uma ossada foi localizada no sítio da família de Wesley Carvalho Ferreira, de 1 ano e 10 meses, que desapareceu em dezembro de 2021 e investigações da Polícia Civil apontam que a criança teria sido queimada em um ritual por uma suposta seita que a família paterna fazia parte.

Conforme divulgado pela Polícia Civil, os restos mortais estavam próximo ao quintal da família localizado em São Bento, zona rural de Altos, e foi encontrado por vizinhos que acionaram as equipes para realizar buscas no local.

Foto: DivulgaçãoCriança desaparecida, Wesley Carvalho.
Criança desaparecida, Wesley Carvalho.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o próximo passo é esperar a averiguação da ossada encontrada para produção de laudo pericial.

O delegado da Polícia Civil do Piauí, Matheus Zanatta, gerente de polícia especializada, afirmou ao Viagora em fevereiro, que as equipes investigam o desaparecimento da criança Wesley Carvalho Ferreira, com a hipótese de homicídio com ocultação de cadáver.

Segundo a conselheira Tatiane Meireles, a mãe de Wesley Carvalho, Ângela, teria afirmado a equipe que os familiares paternos da criança seguiam um profeta de 12 anos que escolheu seu filho para participar de uma seita. Após passar mais de uma semana participando de um ritual em que não poderia comer a criança teria passado e sido entregue ao pai que supostamente teria queimado Wesley.

Ainda conforme a Polícia Civil, os pais e avós do bebê suspeito de participarem da seita como relatado por Angêla, mãe do bebê, já foram presos no dia 21 de fevereiro deste ano.

Mais conteúdo sobre:

Altos

Piauí

Polícia Civil do Piauí

Facebook
Indicado para você
Veja também