Viagora

Fundação Wall Ferraz abre inscrições para curso de “Cuidador de Idoso”

Segundo a Prefeitura de Teresina, as inscrições estão sendo realizadas em forma presencial na sede do Instituto Davi Henrique

Nessa sexta-feira (22), a Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Wall Ferraz, abriu processo de inscrições para o curso de “Cuidador de idoso”, ministrado no instituto Davi Henrique, no bairro Planalto Uruguai, no turno da manhã, de 08h às 11h, com início das atividades no dia 05 de maio com duração até o fim de julho.

Segundo a Prefeitura de Teresina, as inscrições estão sendo realizadas em forma presencial na sede do Instituto Davi Henrique (Quadra 21 casa 57, no bairro Planalto Uruguai, em frente à Escola Valter Alencar, na zona leste). Para participar do curso os requisitos são: Ser maior de 16 anos, com ensino médio completo ou cursando último ano. Para realizar a inscrição o candidato deve levar os seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de residência, comprovante de escolaridade.

De acordo com a Prefeitura, no curso, os alunos ganham apostilas grátis e conhecem técnicas e procedimentos atuais de primeiros socorros, cuidados com a alimentação, uso de equipamentos e manuseio de pacientes, além de noções de higiene.

De acordo com Presidente da Fundação Wall Ferraz, Maykon Silva, o curso vai auxiliar aos participantes para exercer a profissão de cuidador com responsabilidade.

“Estamos preparando pessoas da melhor maneira possível, auxiliando em seus conhecimentos para exercer a profissão de cuidador de idoso com responsabilidade, capacitação e com boas oportunidades no mercado”, ressaltou.

Conforme a Prefeitura, a parceria tem como objetivo levar qualificação profissional gratuita para toda a população de Teresina. Os alunos recebem material didático básico gratuito e acompanhamento de instrutores durante todo o curso com aulas práticas e teóricas. Ao terminarem os cursos, os alunos estarão aptos a colocar em prática o conteúdo aprendido em sala de aula e ingressarem no mercado de trabalho. O projeto conta com recursos do Orçamento Popular.

Facebook
Indicado para você
Veja também