Viagora

Bárbara Soares defende a regionalização da saúde no Piauí

De acordo com a médica, os surtos de dengue que provoca a superlotação em hospitais e unidades de saúde são problemas ocasionados devido a falta de regionalização da saúde do estado.

A  médica, pré-candidata a deputada estadual e presidente do movimento Jovens Progressistas, Bárbara Soares (Progressistas), comentou sobre os surtos de dengue e chikungunya que estão ocorrendo no Piauí.

De acordo com Bárbara, os surtos das doenças que provocam superlotação em hospitais e unidades de saúde são problemas ocasionados devido a falta de regionalização da saúde do estado, e acaba que os casos de urgência e emergências são redirecionados diretamente para a capital, seja por falta de profissionais ou materiais básicos de atendimento nas unidades de outros municípios.

“Hoje, há falta de materiais para exames básicos como raio-x, exame de sangue, ou mesmo equipamentos para urgência em diversos hospitais pelo interior, sobrecarregando Teresina, que além de atender às suas próprias demandas, também recebe pacientes de outros estados”, afirmou.

Foto: Luis Marcos/ ViagoraBárbara Soares
Bárbara Soares

Ainda de acordo com a médica, um atendimento rápido pode evitar que as doenças tenham algum agravamento. “Quando você demora demais para prestar um atendimento, por mais básico que seja, um paciente pode acabar sofrendo graves consequências, seja na demora da recuperação, até outros fatores mais graves”, disse.

Segundo Bárbara Soares a regionalização da saúde é o caminho para que o Piauí se torne referência de saúde. “É necessário garantir uma regionalização de verdade, com estrutura de verdade para as diferentes regiões do nosso Piauí. Só assim podemos fazer com que todo o nosso estado tenha a mesma referência em saúde que Teresina tem hoje”, destacou.

Facebook
Indicado para você
Veja também