Viagora

Pacientes denunciam falta de medicamentos no Hospital Justino luz

A Fundação Hospitalar informou que a dificuldade ocorre porque há falta de vários insumos em todo o país. De acordo com o Conasems, dipirona monoidratada 500mg injetável está em falta.

O Viagora recebeu denúncia relatando que o Hospital Regional Justino Luz (HRJL), localizado em Picos, está há aproxiamdamente três semanas sem remédios e os próprios pacientes estão tendo que comprar as medicações.

De acordo com a denúncia, estão em falta medicamentos como, o Bromoprida, Ondansetrona, Tramal, Plasil, que são utilizados em pacientes pós-cirúrgicos, além de esparadrapos e seringas de 20ml.

Ainda de acordo com o denunciante, outro medicamento que está em falta é a dipirona injetável, os pacientes que precisam do remédio estão tendo que utilizar o medicamento em gotas, que possui um tempo maior para fazer efeito.

Outro lado

Procurada pela reportagem a Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares emitiu uma nota sobre o assunto.

Confira abaixo a nota na íntegra:

A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares informa que enfrenta dificuldades no abastecimento de medicamentos. 

A dificuldade ocorre porque há falta de vários insumos em todo o país. De acordo com o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), a dipirona monoidratada 500mg injetável está em falta em todos os estados. 

O principal responsável por esse desabastecimento é a falta de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), matéria prima de todo medicamento e a principal responsável pelo seu princípio ativo. Mais de 95% da IFA utilizada pela indústria farmacêutica são importadas e 68% vem da China. O cenário pandêmico e geopolítico dificultou a cadeia de distribuição do insumo vindo de fora. 

A  Fepiserh informa ainda que  tem buscado incansavelmente por esses insumos em todos os distribuidores do país e que está empenhada em resolver esse problema o mais rápido possível. 
Enquanto isso, o setor farmacêutico da instituição está providenciando medicamentos similares, que possam substituir os que estão em falta para que os pacientes não sejam prejudicados.

Facebook
Indicado para você
Veja também