Viagora

DRACO prende 13 pessoas durante operação em Teresina

O delegado Charles Pessoa, do Departamento de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), deu detalhes da ação.

Após a Operação DRACO 89 ser deflagrada na manhã desta quinta-feira (25), nas zonas Leste e Norte de Teresina, com um alvo em São Paulo. O delegado Charles Pessoa, do Departamento de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), deu detalhes da ação que resultou em cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensões de membros faccionados.

De acordo com o delegado Charles Pessoa, a operação teve a participação de todos os representantes da segurança pública do estado. Com o objetivo de cumprir 30 mandados. “O objetivo desta operação foi dar a cumprimentar 30 mandados de busca e apreensão nas zonas leste e norte aqui da capital e também um alvo, em São Paulo. Além disso, 13 pessoas presas até então, atualizando esse dado. A investigação iniciou ainda em 2023, fruto de uma prisão”, desse delegado.

Foto: Alexia Dias/ ViagoraDelegado Charles Pessoa
Delegado Charles Pessoa

Ainda sobre a finalidade da ação, o delegado explica: "Nosso objetivo é acabar por completo com essas facções e todos esses criminosos que atuam em diversas frentes, tráfico entorpecentes, roubo, principalmente, e alguns deles exerciam um certo papel de liderança na organização criminosa com atuação aqui no nosso estado", declara. 

Segundo o delegado, alguns dos indivíduos presos, tem também relação com um grupo no bairro madre Teresa, “Alguns desses indivíduos presos na manhã de hoje também tem relação com o reggae da Madre Teresa que foi alvo de operação recente, que foi interditado pela segurança pública aqui do Piauí, mais de 100 pessoas foram conduzidas para a central de flagrante e dentre os nossos alvos, alguns daqueles conduzidos, fruto de uma investigação de mais de oito meses que estava sendo coordenada aqui pelo nosso departamento”, disse.

Além disso, o delegado ainda informou que todas as informações apuradas da investigação servirão para operações futuras. “Muitas informações relacionadas à atuação desses criminosos, nenhuma determinada facção criminosa, a gente vai tratar todas essas informações que com certeza irão servir não apenas para trazer mais robustez para essa investigação dessa operação de hoje, mas também para futuras operações que serão deflagradas em decorrer desses meses de 2024”.

Facebook
Indicado para você
Veja também