Viagora

Batalha do Jenipapo é retratada em exposição no Museu do Piauí

A exposição gratuita ficará disponível até o final de fevereiro no Museu do Piauí, Casa Odilon Nunes, localizado na Rua Areolino de Abreu, no Centro de Teresina.

A história da Batalha do Jenipapo, que marcou a luta pela Independência do Brasil, foi retratada em exposição aberta ao público a partir dessa quinta-feira (25), no Museu do Piauí, Casa Odilon Nunes, localizado na Rua Areolino de Abreu, no Centro de Teresina.

A supervisora do Museu do Piauí, Margareth Torres Veloso, destacou a importância do local no fomento da arte e da cultura piauiense, além de convidar a população para conhecer a história da batalha.

Foto: Divulgação/ Governo do PiauíExposição a Batalha do Jenipapo
Exposição a Batalha do Jenipapo

"É de muita importância os estudantes e o público em geral conhecerem um pouco da nossa história. Se não houvesse essa batalha, provavelmente o Brasil não teria sido independente. Então, os alunos têm que conhecer sua importância, porque infelizmente não está inserida nos livros de História do Brasil e a exposição dá dimensão da importância da nossa história", disse Margareth.

Margareth ainda informou que a exposição é gratuita e ficará disponível até o final de fevereiro. "O evento é uma iniciativa do presidente do Conselho Estadual de Cultura, Nelson Nery Costa, em parceria com o Museu do Piauí. Isso traz para a gente uma grande alegria em ter esse acervo tão importante sobre a Batalha do Jenipapo", frisou a supervisora.

O evento é itinerante e será promovido em escolas e demais espaços públicos ou privados, de acordo com o professor Cineas Santos, do Conselho Estadual de Cultura.

"Essa é uma exposição que deve ser itinerante, deve percorrer escolas, espaços públicos e privados, porque é uma oportunidade para que as pessoas entendam o significado, a importância dessa batalha", ressalta o conselheiro.

O professor ainda enfatizou que a Batalha do Jenipapao deve ser estudada e mais reconhecida, diante da sua relevância. "Essa batalha foi decisiva para a independência, não apenas do Piauí, mas também do Brasil. Os portugueses sabiam que metade deste país já faria a independência de qualquer forma; ou seja, do Ceará para lá era inevitável que acontecesse. Mas eles queriam preservar o pedaço de cá e o Piauí era o limite, tanto que o Fidié trazia uma ordem expressa do rei: mantenha", conta Cineas.

O Museu do Piauí funciona de terça-feira à sexta-feira, das 08h às 17h, e aos sábados, de 08h às 12h.

Facebook
Indicado para você
Veja também