Viagora

Coren realiza fiscalizações em unidades de saúde do Piauí

O objetivo é verificar como está ocorrendo o desempenho da profissão de enfermagem em todos os pontos normativos ao exercício dessa profissão.

O Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (Coren-PI) está realizando uma série de visitas e fiscalizações em unidades de saúde de vários municípios do estado. O objetivo é verificar como está ocorrendo o desempenho da profissão de enfermagem em todos os pontos normativos ao exercício dessa profissão.

  • Foto: Divulgação/Coren-PIEquipes de fiscalização do Coren-PI.Equipes de fiscalização do Coren-PI.

As inspeções, consideradas pelo Conselho como de rotina, começaram ainda no mês de janeiro e estão sendo realizadas pelo departamento de fiscalização do Coren-PI, devendo prolongar-se até o final do ano. A meta é que ocorram 650 inspeções nas unidades de saúde do estado em 2019, podendo haver uma nova fiscalização em unidades já inspecionadas. Desde o mês de janeiro, instituições de saúde das cidades de Brasileira, Capitão de Campos, Cocal de Telha, Domingos Mourão, Lagoa de São Francisco, Milton Brandão, Pedro II e Piripiri, que constituem a regional de Piripiri, já receberam as equipes de fiscalização.

  • Foto: Divulgação/Coren-PIDr. Arthur Antunes, coordenador do Departamento de Fiscalização do Coren-PI.Dr. Arthur Antunes, coordenador do Departamento de Fiscalização do Coren-PI.

Segundo o Dr. Arthur Antunes, coordenador do Departamento de Fiscalização, essas inspeções constituem uma forma do Conselho averiguar como está sendo praticada a enfermagem nos municípios visitados, fazendo as devidas notificações quando necessário. “Temos um planejamento de inspeção previamente estabelecido e o nosso foco é observar como está ocorrendo o exercício da profissão de enfermagem nas instituições de saúde que pretendemos visitar até o fim do ano. De acordo com o que for constatado, é que tomaremos as devidas providências, caso necessário. As inspeções já começaram desde o mês de janeiro e algumas unidades já visitadas foram autuadas”, disse o coordenador.

Além das fiscalizações e das devidas notificações, as equipes de inspeção do Coren-PI realizam ainda, o monitoramento e o acompanhamento das devidas soluções exigidas pelo Conselho que forem acontecendo no dia-a-dia. Ainda segundo o Dr. Arthur, a previsão para o retorno as instituições já averiguadas é para o segundo semestre de 2019.

  • Foto: Divulgação/Coren-PITatiana Maria Melo Guimarães, presidente do Coren-PI.Tatiana Maria Melo Guimarães, presidente do Coren-PI.

A presidente do Coren-PI, Tatiana Maria Melo Guimarães, as fiscalizações de rotina já existiam, mas nesse ano um novo formato foi adotado: além das visitas de rotina para inspeção, haverá ainda as visitas de retorno. “Optamos por um novo formato de fiscalização e estamos inspecionando as regiões do Piauí. No entanto, além dessas visitas de inspeção, haverá ainda, visitas de retorno porque iremos cobrar o que foi constatado ilegal ou irregular. Anteriormente eram feitas as fiscalizações, mas nós não tínhamos os Processos Administrativos de Fiscalização. Agora teremos. A novidade da gestão é isso: a abertura desses processos com acompanhamento. E isso se dá em virtude de antigamente ocorrerem as inspeções, mas sem rigor, onde muitos processos ficavam abertos e não tinham retorno da fiscalização para acompanhar se a notificação tinha sido realmente concluída ou se as exigências do Coren-PI tinham sido de fato atendidas”, disse.

Facebook
Indicado para você
Veja também