Viagora

Wellington Dias firma acordo para plantio de 1 milhão de árvores

Segundo o governo, a medida implica na realização de trabalhos que envolvem coleta, banco de sementes, plantio e acompanhamento.

Na manhã desta quarta-feira (12), o governador Wellington Dias, assinou uma minuta de compensação ambiental e decretos para plantação de 1 milhão de árvores nas áreas de preservação do Piauí.

Conforme o governo, um protocolo de intensões foi firmado com a empresa Enel Green Power que atua na produção de energia renovável no Piauí.

  • Foto: Divulgação/Governo do PiauíSolenidade de assinatura da minuta de compensação ambiental.Solenidade de assinatura da minuta de compensação ambiental.

O evento contou com a participação da vice-governadora Regina Sousa, o secretário do Meio Ambiente, Daniel Marçal, secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, o superintendente da Semar, Moura Fé e representantes da Enel Green Power.

Durante a solenidade realizada de forma on-line, o governo do Piauí anunciou que a medida será executada neste ano e representa uma ação compensatória obrigatória devido os licenciamentos ambientais da empresa Enel Green Power. Além disso, a ação também foi adotada visando o cumprimento da legislação Estadual e Federal.

De acordo com o Governo do Estado, o acordo implica na realização de trabalhos que envolvem coleta, banco de sementes, plantio e acompanhamento, bem como serviços de trabalhadores rurais.

O governador Wellington Dias assinou dois decretos estaduais, o primeiro trata sobre a regulamentação do Fundo Estadual de unidade de conservação, no qual os recursos das compensações ambientais serão utilizados para preservação de parques estaduais e áreas de preservação ambiental.

O segundo decreto é referente a gestão de resíduos sólidos. A medida regulamenta o procedimento da logística reversa, ou seja, a empresa geradora dos resíduos terá a obrigatoriedade de assegurar controle do lixo para que este procedimento seja melhorado.

Além disso, o protocolo visa estabelecer um relacionamento entre as duas partes com o objetivo de promover ações concretas para a implementação do programa Proverde Piauí, através do financiamento dos projetos Agende Verde, Banco Verde, Viverde e Verdejar.

Conforme o governo, o projeto tem o objetivo de realizar ações estratégicas de coleta de sementes de espécies arbóreas nativas dos biomas estaduais. A medida também busca o desenvolvimento de uma rede de banco de sementes e implantação de viveiros para produção e o plantio de mudas.

Segundo o Governo do Piauí, o Proverde Piauí também tem a finalidade de produção, distribuição e plantio de mudas de espécies nativas, frutíferas e de sementes. As ações buscam a recuperação de ambientes degradados, em locais de conservação como de áreas de preservação permanentes (APPs), bem como nas reservas legais e encostas de morros.

Wellington Dias afirma que a partir deste protocolo a meta é trabalhar na plantação de 5 milhões de árvores nos próximos cinco anos. “Nossa meta para os próximos cinco anos é trabalharmos a plantação de 5 milhões de novas árvores, a partir de um decreto que estamos colocando as regras com o setor privado, focado nos principais biomas do estado do Piauí. O objetivo é termos um saldo positivo ano a ano, o que vai somar ao Nordeste que possui o compromisso de plantar 45 milhões de árvores”, afirma o governador.

O secretário do Meio Ambiente, Daniel Marçal, explicou a importância do momento e reafirmou o compromisso do Governo realizado ainda na COP 26.

“O Governo do Piauí reafirma seu compromisso de trabalhar em prol do controle das mudanças climáticas, a nível global, ratificando o compromisso feito na COP 26, da qual participamos recentemente, e com os demais acordos, desde a Convenção do Clima ao acordo de Paris. Nosso programa de desenvolvimento ambiental, que é o Pro Verde Piauí, possui dentre suas ações o plantio de mudas, numa quantidade total de 5 milhões. O que vai colaborar para a diminuição do aquecimento global”, explicou o gestor.

Facebook
Indicado para você
Veja também