Viagora

Governo Federal reconhece situação de emergência em 35 cidades do Piauí

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da ação os municípios poderão solicitar recursos federais para assistência as famílias que foram impactadas pela falta de chuvas.

Nessa segunda-feira (24), O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), através de portaria, reconheceu a situação de emergência em 35 municípios do Piauí que foram impactados pela estiagem. A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

De acordo com o MDR, por meio da ação os municípios poderão solicitar recursos federais para assistência as famílias que foram impactadas pela falta de chuvas.

Segundo a portaria, as cidade que foram beneficiadas com a medida são Acauã, Alagoinha, Alegrete do Piauí, Avelino Lopes, Belém do Piauí, Bonfim do Piauí, Caldeirão Grande, Campinas, Capitão Gervásio Oliveira, Caracol, Curimatá, Fartura do Piauí, Floresta do Piauí, Francisco Santos, Fronteiras, Guaribas, Itainópolis, Júlio Borges, Jurema do Piauí, Lagoa do Barro, Marcolândia, Massapê do Piauí, Monsenhor Hipólito, Morro Cabeça no Tempo, Padre Marcos, Pio IX, Queimada Nova, Santana do Piauí, Santo Inácio, São Braz do Piauí, São Francisco de Assis, São Julião, São Lourenço, Várzea Branca e Wall Ferraz.

Ainda segundo o Ministério, a concessão foi solicitada através de pedido encaminhado a Secretaria Estadual da Defesa Civil (Sedec). O órgão por sua vez fez a solicitação junto ao Sistema Integrado de Informações Sobre Desastres (S2ID).

Dessa forma, os técnicos da Defesa Civil Nacional analisaram as ações requisitadas pelos municípios, bem como os valores e decidiu pela aprovação da medida.

O secretário da Sedec, José Augusto Nunes, explicou que através dos recursos federais será possível agilizar a promoção de ações que terão maior impacto nas regiões afetadas pela estiagem.

“Já atuamos nas regiões mais atingidas de maneira paliativa, com a operação pipa para reduzir os impactos deste fenômeno na vida do sertanejo. Com mais recursos, iremos também agilizar a perfuração de poços e sondar a viabilidade técnica para construção de mais adutoras”, declarou o gestor.

Facebook
Indicado para você
Veja também