Viagora

Sesapi e Cosems definem estratégias para combate à dengue no Piauí

Com o aumento dos casos, os representantes dos órgãos se reuniram nesta sexta-feira (22) para discutir sobre o reforço do enfrentamento a dengue no Estado.

Na manhã desta sexta-feira (22), o secretário de Estado da Saúde, Neris Júnior, o presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Auridene Moreira, e a vice-presidente, Leopoldina Ciprianose, reuniram para discutir sobre o reforço do enfrentamento a dengue no Piauí.

O secretário Neri Júnior ressaltou a relevância do trabalho realizado pela Sesapi e Cosems no controle da doença que neste ano já registrou no Piauí um aumento de 610% de novos casos em relação ao mesmo período em 2021. Os dados são do último boletim epidemiológico referente a 15° semana do ano de 2022.

Foto: Divulgação/SesapiReunião realizada entre representantes da Sesapi e do Cosems.
Reunião realizada entre representantes da Sesapi e do Cosems.

"Verificamos um grande aumento do número de casos por todo o estado nas últimas semanas. Nossas equipes técnicas já vêm mantendo um contato com nossos municípios buscando melhores estratégias para reduzir os casos. Com essa atuação conjunta ao Cosems esperamos ter maior efetividade das ações para redução de casos", explica o gestor.

Conforme o presidente do Cosems, Auridene Moreira, o apoio entre os órgãos foi necessário para a execução de um plano de contingência mais efeito que visa evitar a proliferação do mosquito no Estado. O gestor ainda convida a população a participar desse embate contra a dengue e auxiliar os órgãos de saúde nesta missão.

"Buscamos essa aproximação com a Sesapi para reforçar as ações de enfrentamento a dengue e a chikungunya no nosso estado através de um plano de contingência mais efetivo. Esse diálogo procura identificar o que podemos estar trabalhando para orientar e reforçar os municípios das nossas regiões de saúde. Além disso, identificamos também a necessidade de um chamamento junto à população para nos ajudar no enfrentamento a dengue", ressalta Auridene Moreira.

Na reunião foram estabelecidas algumas demandas que devem ser promovidas pelo no Piauí, como sensibilizar os municípios acerta da contribuição popular no cumprimento das medidas preventivas, bem como o uso de carro fumacê e realização de exame laboratorial.

Por fim o secretário de saúde informou que já está utilizando o carro fumacê já está percorrendo bairros nos municípios e posteriormente será disponibilizado para demais cidades do Piauí. Neris Júnior explicou que mais de 80% dos criatórios de mosquito são localizados em ambientes domiciliares, por isso é importante o apoio da população.

"Já estamos empregando o uso do carro fumacê em alguns municípios e viabilizando este serviço para outras cidades piauienses, mas também precisamos que a população nos ajude. Nossas equipes já verificaram que mais de 80% dos criadouros de mosquito são localizados em ambientes domiciliares. Caso a população ajude a eliminar esses locais propícios para o desenvolvimento do mosquito, teremos uma boa resposta no que diz respeito à redução de casos de dengue", finaliza o secretário.

Facebook
Indicado para você
Veja também