Viagora

Influenciador é encontrado morto no quintal da casa de amigos em SP

A Delegacia de Itapecerica investiga se ele foi assassinado ou se teve uma morte acidental.

O influenciador digital Carlos Henrique Medeiros, de 26 anos, estava desaparecido desde a noite de Natal e foi encontrado morto no último sábado (30), enterrado no quintal de vizinhos, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo.

O casal que morava na residência onde Carlos foi encontrado teve a prisão temporária decretada pela Justiça a pedido da Polícia Civil por suspeita de envolvimento na morte da vítima, informou o G1.

A Delegacia de Itapecerica investiga se ele foi assassinado ou se teve uma morte acidental. Segundo o delegado Luis Roberto Faria Hellmeister, titular da delegacia de Itapecerica, o homem e a mulher se apresentaram espontaneamente no domingo (31), quando relataram que Carlos usou drogas e teve um ataque cardíaco e morreu.

Segundo a investigação, inicialmente não havia marcas de violência, faca ou tiro no corpo de Carlos. "Se o laudo apontar que a morte dele foi acidental, o casal irá responder por crime de ocultação de cadáver. Se ficar comprovado que ele foi assassinado, o homem e a mulher responderão por homicídio", disse o delegado.

O caso foi registrado preliminarmente como homicídio na Delegacia de Itapecerica da Serra e será encaminhado ao 1º Distrito Policial (DP) da cidade, responsável pela investigação, segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Carlos era conhecido como "Henrique Medeiros" nas redes sociais por gravar vídeos com "pegadinhas", "trolagens", brincadeiras com outras pessoas. Seu canal no YouTube tem quase 1,8 milhão de inscritos.

Seu Instagram tem mais de 84 mil seguidores, onde também compartilhava fotos e vídeos pessoais, além do conteúdo que produzia para o YouTube.

Mas para a família ele era conhecido como "Caíque", caçula de uma família com cinco irmãos. Os pais já faleceram. O influencer morava com a irmã mais velha e o amigo dela perto da casa onde foi encontrado morto.

"Feliz Natal pra todo mundo... Alguém tem 50 [reais] pra me emprestar pra eu continuar curtindo... é brincadeira. Feliz Natal pra todo mundo aí, e é isso. Tamo junto, amo vocês... E ano que vem ‘é nóis’ junto de novo", disse Carlos num áudio enviado a 1h37 de domingo no grupo do WhatsApp da família.

Segundo Cristiane Aparecida Medeiros, irmã de Carlos, esse foi o último contato que o irmão manteve com os parentes. Depois disso, como não voltou para a residência dele, os familiares passaram a procurá-lo. "Perguntamos para os amigos dele onde meu irmão estava e disseram que ele tinha ido embora de madrugada", falou Cristiane.

Com informações do G1.

Mais conteúdo sobre:

Morte

Facebook
Indicado para você
Veja também