Viagora

"Minha pré-candidatura ao Governo do Piauí está mantida", diz Gessy

Segundo a presidente estadual do PSC , sua candidatura ao Palácio de Karnak é um desejo do partido e se configura também como uma forma de dar amplitude para a sigla em âmbito estadual.

Na manhã desta segunda-feira (24), a secretária Municipal de Economia Solidária, Gessy Fonseca, declarou que sua pré-candidatura ao Governo do Estado está mantida e falou sobre sua desincompatibilização do cargo da prefeitura que será concretizado posteriormente.

Segundo a presidente estadual do PSC , sua candidatura ao Palácio de Karnak é um desejo do partido e se configura também como uma forma de dar amplitude para a sigla em âmbito estadual.

Foto: Luís Marcos/ ViagoraGessy Fonseca
Gessy Fonseca

“Então até o momento está mantida minha pré-candidatura ao governo Estadual, porque como eu tenho falado desde o início é um desejo da executiva nacional do PSC e com o objetivo de ampliar a divulgação do nome do PSC no estado do Piauí e isso também vai viabilizar muito mais a formação da chapa para deputado federal do PSC, inclusive, é um partido que tem sido bastante procurado por pessoas que não fazem parte da política de fato, mas que querem ter uma oportunidade, porque sabemos que nesses partidos mais tradicionais e maiores é meio que inviável”, explicou Gessy Fonseca.

A pré-candidata Gessy ressaltou ainda que muitas pessoas que não fazem parte da política, mas são relevantes para a cidade, tem procurado o partido com o objetivo de concretizar uma legenda.

“O PSC está muito feliz com todo o resultado que está tendo com a procura e estamos nos reunindo diariamente com nomes do interior do estado, da capital, representantes do empreendedorismo, principalmente da área da saúde, temos muita procura de médicos que querem fazer parte da polícia piauiense”, complementou.

Gessy Fonseca afirmou que ainda não há data definida para fazer a desincompatibilização do cargo e dessa forma registrar de fato sua candidatura. A secretária afirmou ainda que de qualquer forma teria que se dedicar as eleições deste ano, pois é a presidente de um partido.

“Ainda não está decidido, o fato é que eu sou presidente de um partido então de qualquer forma eu preciso me dedicar as eleições de 2022 como dirigente partidária, então eu acho injusto cuidar de uma eleição, que é uma dedicação exclusiva, e ao mesmo tempo sendo uma servidora, porque eu preciso me dedicar 100% a gestão da pasta da Semest”, ressaltou a pré-candidata.

A secretária ainda pontuou que espera 5 mil cestas básicas além de recursos do Ministério da Cidadania para somente depois disso concretizar a desincompatibilização do cargo.

“Nós estamos analisando quando será a data, inclusive eu tenho recursos que estão vindo do Ministério da Cidadania, para serem executados na secretaria, estamos com a previsão de trazer 5 mil cestas básicas do Ministério da Cidadania, então eu quero executar todos esses recursos que virão para que depois eu possa fazer minha desincompatibilização”, declara a gestora.

De acordo com Gessy Fonseca sua relação com Dr. Pessoa sempre foi boa e deve permanecer a mesma após a desintegração da mesma do cargo na prefeitura.

“Nossa relação desde o início tem sido muito boa, desde a disputa eleitoral, nos debates, na gestão, sempre tive uma excelente relação com o prefeito e acredito que isso não vai mudar. Sou muito grata ao Dr. Pessoa pela oportunidade que ele me deu e está me dando, de estar à frente de uma pasta que ele me deu e estar aprendendo muito como gestora pública porque é minha primeira experiência e preciso destacar que está sendo uma experiência riquíssima e ele sempre me deu muita liberdade para trabalhar, sempre me apoiou em todos os projetos e todas as demandas que eu levei para o prefeito sempre que a prefeitura tinha e têm condições de atender, ele atendeu, eu sou muito grata a ele. Onde quer que eu esteja, seja que cargo eu esteja ocupando, eu quero continuar contribuindo com a gestão do prefeito Dr. Pessoa e com a prefeitura de Teresina”, afirma.

Questionada sobre a possibilidade de compor uma terceira via ao estado junto ao prefeito da cidade, Dr. Pessoa, Gessy Fonseca não descartou a possibilidade e afirmou que seu nome está disposição da prefeitura e de Teresina.

A gestora ressalta que os teresinenses têm procurado uma terceira via no estado, porque os nomes dispostos ao pleito já são muito tradicionais.

"Meu nome está à disposição para o prefeito, para toda a cidade de Teresina e o estado do Piauí. Essa terceira que eu nem considero tanto uma terceira via, porque olhando para a primeira e segunda via nós percebemos que já é algo muito batido, já são nomes muito tradicionais e o eleitorado piauiense, dentro dessas pesquisas que temos acompanhado, quer algo diferente, nem quer um lado nem outro, tanto que os que não sabem ou nem opinam, está beirando aos 40% então são muitas pessoas que não sabem em quem votar. Nós estamos confiantes que as eleições de 2022 realmente trará resultados muito positivos, não só para o PSC como para todo o estado do Piauí”, complementa.

Na oportunidade a pré-candidata também falou sobre sua intenção de voto a presidência nacional e revelou que apesar de ter críticas ao presidente da República, Jair Bolsonaro, ele continua sendo o candidato mais próximo dos seus valores.

“Eu votei no Bolsonaro, ‘acho que ele é ideal para o Brasil?’ Não acho que seja, mas dentro daquilo que eu acredito, zelo e dos meus valores e princípios é o que mais se aproxima. Eu tenho as minhas críticas em relação a ele sim, mas diante dos candidatos que estão postos eu vejo que o nome dele tem sido ainda o mais indicado”, declara a secretária.

Apesar de ser cotada para disputar o governo do Estado a secretária municipal não descartou a possibilidade de uma candidatura a deputada federal.

“Nós não descartamos nenhuma possibilidade, sabemos que a política é algo muito dinâmico, mas sabemos até o momento o que está posto é o desejo da executiva nacional, inclusive irei para Brasília para decidir de fato se eu vou disputar e o que o partido está decidindo, inclusive a nível nacional, terceira via nacional. Então será nessa reunião no dia 08 em Brasília que será batido o martelo”, afirmou Gessy Fonsceca.

Facebook
Indicado para você
Veja também